Chocolates diferenciados de cooperativas da agricultura familiar se destacam no VI Festival Internacional realizado no Sul da Bahia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia foram destaque no VI Festival Internacional.
Chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia foram destaque no VI Festival Internacional.
Chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia foram destaque no VI Festival Internacional.
Chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia foram destaque no VI Festival Internacional.

Chocolate sem lactose, aromatizantes e glúten; com jaca, abacaxi, coco, com licuri e goiaba… As combinações exóticas, que geram sabores marcantes e peculiares, produzidas por cooperativas da agricultura familiar, estão fazendo sucesso com os visitantes do 11º Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia 2019, que vai até o próximo domingo (21/07/2019), das 14h às 22h, no Centro de Convenções do município de Ilhéus, Território de Identidade Litoral Sul.

A Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopessba), do município de Ilhéus, responsável pela marca Natucoa – Chocolate Sul Bahia; e a Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), de Ibicaraí, que administra a marca Bahia Cacau, participam do Festival e apresentam produtos saborosos, que estão sendo bem recebidos pelo público.

“O sabor me agradou demais, provei especiarias que não temos costume em nosso dia a dia e notei que muitas marcas não têm essa combinação, com licuri e a jaca, por exemplo, que foi o que eu mais gostei”, disse Yndira Gobira, estudante de engenharia civil, de Belo Horizonte, após provar bombons da Bahia Cacau.

Com o apoio do Governo do Estado, via Bahia Produtiva, projeto executado Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a Coopessba e a Coopfesba recebem recursos mediante edital para qualificar o processo produtivo, com agregação de valor e acesso a mercado.

Carine Assunção, presidente da Coopessba, salientou que “o festival é o maior evento de chocolate aqui na região. Nossa participação mostra que há união de pequenos agricultores com grandes marcas, produzindo chocolate tão bom quanto. Este ano, estamos com o nosso estande próprio, lançando produtos, com o Selo de Identificação Geográfica, que mostra a origem do cacau e qualidade”.

Visitas

O senador Jaques Wagner, o governador Rui Costa e outros dirigentes do Governo do Estado, provaram uma diversidade de sabores de chocolates. Josias Gomes, secretário da SDR, pontuou que a comercialização dos produtos da Bahia Cacau e da Natucoa servem de estímulo para outros empreendimentos rurais: “Este evento é um grande portal do chocolate do Brasil para o mundo. O nosso desejo é que ocorra verticalização na produção para que cada vez mais a gente  tenha outras cooperativas inseridas em eventos de grande porte como este”.

Para Wilson Dias, diretor-presidente da CAR, o festival “é uma oportunidade de divulgar os produtos para fornecedores e consumidores. Inserir a agricultura familiar num evento como este é motivo de orgulho para todos nós, pois começamos a fomentar empreendimentos e hoje vemos os frutos sendo colhidos, com eficiência e oferta de produtos de qualidade, expostos e sendo comercializados no varejo e no atacado também”, observou.

Jeandro Ribeiro, chefe de Gabinete da SDR, Célia Watanabe, gestora da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), Pollyana Costa, Diretora Geral da SDR, Ademilson da Rocha, gestor da Superintendência de Agricultura Familiar (Suaf/SDR), deputados estaduais e federais, vereadores e outras lideranças da sociedade civil visitaram o estande da Bahia Cacau e da Natucoa – Chocolate Sul Bahia, no 11º Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia 2019.

Variedade de chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia.
Variedade de chocolates produzidos pela agricultura familiar da Bahia.
Semente de cacau é produto base para elaboração do chocolate.
Semente de cacau é produto base para elaboração do chocolate.
Sobre Carlos Augusto 9653 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).