Carlos Alberto Kruschewsky, em um encontro para vida; Memória Póstuma

Carlos Kruchewsky Filho, Carlos Alberto Kruchewsky e Carlos Augusto reunidos no Restaurante Veleiro, em Salvador, em um encontro para vida, ocorrido no dia 21 de julho de 2016.Carlos Kruchewsky Filho, Carlos Alberto Kruchewsky e Carlos Augusto reunidos no Restaurante Veleiro, em Salvador, em um encontro para vida, ocorrido no dia 21 de julho de 2016.
Carlos Kruchewsky Filho, Carlos Alberto Kruchewsky e Carlos Augusto reunidos no Restaurante Veleiro, em Salvador, em um encontro para vida, ocorrido no dia 21 de julho de 2016.

Carlos Kruchewsky Filho, Carlos Alberto Kruchewsky e Carlos Augusto reunidos no Restaurante Veleiro, em Salvador, em um encontro para vida, ocorrido no dia 21 de julho de 2016.

21 de julho de 2016, um almoço que reunia, na época, um senhor de 91 anos, ex-militante e fundador do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), na Bahia, lúcido, com milhares de histórias para contar, o médico e escritor Carlos Alberto Kruschewsky estava acompanhado do filho Carlos Kruschewsky. O cenário da prodigiosa conversa foi o Restaurante Veleiro, situado no Yatch Clube da Bahia, em Salvador, que separava por uma parede de vidro transparente a bela vista da Baía de Todos os Santos.

O dia estava ameno, com águas espraiadas, barcos de pescadores ao fundo completavam o cenário, onde pai e filho, sentados lado a lado, compartilhavam histórias, vivencias, discorrendo sobre os anos como se fossem segundos.

Liderava o encontro, com sorriso afável, o jovem senhor Dr. Carlos Kruschewsky, fazendo algo mágico, levando o tempo à suspensão, porque o diálogo oscilava entre a infância que havia passado na cidade de Cipó, os estudos e a militância de esquerda na faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o apreço pela religiosidade católica e os encontros com Monsenhor Gaspar Sadoc da Natividade, para elaboração da obra ‘De mãos juntas’.

Ele contou, também, mas reservando os nomes, casos curiosos de pacientes que tinha atendido, inclusive o mais célebre deles e sorrisos preencheram o ambiente.

O filho, pessoa de notável saber, ouvia com parcimônia e silêncio o amado pai discorrer sobre tantas histórias.

Os instantes eram superados com novos diálogos sobre a vida. Mas, o tempo, aquele que tudo consome, foi esquecido, porque Carlos Kruschewsky embevecia os expectadores com sabedoria e ensinamento sobre a vida.

Foi uma tarde de profícua dialética.

Na época, ele confidenciou que estava fazendo um profundo estudo sobre a transcendência da vida e de como as várias religiões abordavam a morte. Discorreu sobre o documentário ‘A História de Deus’, apresentado pelo ator e diretor estadunidense Morgan Freeman e abordou aspectos dos ritos de transcendências das religiões orientais. Foi um momento de imanência da perenidade do espírito.

Por fim, o que deveria ser o motivo principal do encontro se tornou secundário, diante da oportunidade de apreender a apreender, de ouvir sobre como viver a vida, de conhecer o outro, pelas próprias palavras.

Dr. Carlos Kruschewsky concluiu a reunião narrando sobre a produção da obra ‘O teorema de Arquimedes’ que lançou no dia 10 de novembro de 2016, em Feira de Santana. O livro aborda assuntos de história, teologia, psiquiatria, psicologia, arte e homossexualismo. Realidade e ficção se misturam com as inúmeras experiências do autor, que utiliza da prosa para envolver o leitor.

Hoje, 26 de julho de 2019, Carlos Alberto Kruschewsky se despede da materialidade para o plano metafísico, em direção ao Oriente Eterno.

Para os que tiveram a oportunidade de vivenciar a vida e sorrir ao lado dele fica a imensa saudade e a certeza que o reencontro é breve, porque a vida é fugaz, efêmera, um istmo, centelha do universo.

Até breve, brilhante amigo.

Carlos Augusto, cientista social e jornalista.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).