Vereador solicita organização de transporte alternativo e relocação da Rodoviária de Feira de Santana

Edvaldo Lima: em cada esquina do centro da cidade tem um ponto de transporte alternativo. Por isso que o trânsito de Feira de Santana está caótico.
Edvaldo Lima: em cada esquina do centro da cidade tem um ponto de transporte alternativo. Por isso que o trânsito de Feira de Santana está caótico.
Edvaldo Lima: em cada esquina do centro da cidade tem um ponto de transporte alternativo. Por isso que o trânsito de Feira de Santana está caótico.
Edvaldo Lima: em cada esquina do centro da cidade tem um ponto de transporte alternativo. Por isso que o trânsito de Feira de Santana está caótico.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (05/06/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Edvaldo Lima (PP) pediu a organização dos pontos de transporte alternativo, a relocação da Estação Rodoviária de Feira de Santana e uma posição em relação à Zona Azul.

“Em cada esquina do centro da cidade tem um ponto de transporte alternativo. Por isso que o trânsito de Feira de Santana está caótico. Se não tomar uma posição em relação a isso, não terá superintendente de trânsito bom. Não conheço nenhuma cidade do país que tem ponto de alternativos em toda esquina. O que já vi são pontos certos para eles. Feira de Santana está uma bagunça por causa disso”, pontuou Edvaldo.

E continuou. “Não estou falando da competência do atual superintendente, mas os alternativos precisam de um lugar apropriado. Tenho trazido isso há anos nesta Casa. Outro ponto a tratar é a Estação Rodoviária da cidade, que não comporta mais a demanda. Visitem e vejam que os ônibus estão parando do lado de fora porque a rodoviária não tem mais estrutura para receber os ônibus novos. A Estação Rodoviária de Salvador foi relocada, então vimos que o governador faz por Salvador, mas não faz por Feira. É uma imoralidade o que o Estado faz com Feira de Santana”, avaliou.

Edvaldo pediu que ações sejam adotadas em relação aos pontos dos alternativos e a relocação da Rodoviária. “Não podemos mais aceitar que o transporte alternativo tome todo o espaço que fica próximo ao Feiraguay. Peço ao superintendente que resolva esse problema, veja para onde pode organizar os alternativos. É importante também que a Rodoviária saia de onde está. Já fiz uma indicação solicitando isso e o prefeito comunga com o meu pensamento. Tenho certeza que, relocada a Rodoviária e organizado os ligeirinhos, vai melhorar muito o trânsito de nossa cidade”, avaliou.

Zona Azul

Ainda no uso da tribuna, Edvaldo questionou sobre a Zona Azul. “Gostaria de perguntar ao prefeito, cadê a Zona Azul? O PL foi aprovado nesta Casa e até hoje não saiu do papel. Feira de Santana não é mais uma cidade pequena, é maior que muitas cidades do Brasil”, perguntou.

Em resposta, o edil Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM), disse que já houveram várias licitações para a Zona Azul, mas sempre param na Justiça. “As empresas que não vencem entram com ação judicial e por isso o PL não sai do papel”, explicou.

Para finalizar, Edvaldo lembrou que o PL foi aprovado há anos. “Justiça, adiante esse processo, pois não podemos mais ficar aqui sofrendo. Se o PL não sai, faz através de decreto. Prefeito, baixe um decreto determinando a instalação da Zona Azul”, findou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107970 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]