Venda de ações da Petrobras em poder da Caixa Economica movimentará R$ 7,2 bilhões; Governo Bolsonaro prossegue endividando o país e liquidando patrimônio

Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.

A venda de ações da Petrobras em poder da Caixa Econômica Federal movimentará R$ 7,2 bilhões, pelo valor de fechamento dos papéis no fim da semana passada. A operação faz parte do plano do banco de reduzir a dependência de recursos do Tesouro Nacional.

Ontem (10/06/2019), a Petrobras anunciou a oferta pública no mercado secundário (quando os papéis trocam de mãos) das ações da petroleira detidas pela Caixa. Atualmente, o banco possui 3,24% de participação da estatal.

Todas as ações a serem vendidas são ordinárias, com direito a voto no Conselho de Administração da Petrobras. A oferta ocorrerá tanto no Brasil como no exterior.

Pelo Prospecto Preliminar de Oferta Global, disponível no site da Petrobras, cerca de 30% das ações serão destinadas a pessoas físicas, que terão de 17 a 24 de junho para fazerem as reservas. Funcionários da Petrobras e da Caixa terão prioridade para comprar até 2% do valor total dos papéis.

As ações começarão a ser vendidas na bolsa de valores no dia 27. Cada investidor poderá comprar no mínimo R$ 3 mil e no máximo R$ 1 milhão em papéis.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110032 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]