Setor de serviços da Bahia cresce 0,5% de março para abril de 2019

Tabela do IBGE apresenta dados, referentes ao mês de abril de 2019, do setor de serviços da Bahia
Tabela do IBGE apresenta dados, referentes ao mês de abril de 2019, do setor de serviços da Bahia.
Tabela do IBGE apresenta dados, referentes ao mês de abril de 2019, do setor de serviços da Bahia
Tabela do IBGE apresenta dados, referentes ao mês de abril de 2019, do setor de serviços da Bahia.

De acordo com os resultados da Pesquisa Mensal de Serviços, analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), o volume de serviços da Bahia avançou 0,5% no mês de abril de 2019, em relação ao mês imediatamente anterior. Essa é a segunda variação positiva no ano de 2019, contribuindo para indicador acumular expansão de 1,2% nos quatro primeiros meses nesse tipo de comparação.

“Os investimentos públicos em obras de infraestrutura e mobilidade urbana, que coloca a Bahia no cenário nacional como o segundo estado que mais investe, impacta diretamente no crescimento do volume de serviços, ao mesmo momento em que também afeta as vendas do comércio varejista, a produção industrial e as exportações. Essa dinâmica econômica gera impactos positivos sobre o mercado de trabalho, com a Bahia seguindo líder no Nordeste na geração de empregos com carteira assinada no período janeiro-abril”, destacou o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro.

O volume de serviços cresceu 0,1% em relação ao mesmo mês do ano de 2018. Das cinco atividades, duas puxaram o volume de serviços para cima, com destaque, por ordem de magnitude, às atividades de Serviços profissionais, administrativos e complementares (3,9%); e Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (0,2%).

O resultado acumulado do volume no ano expandiu 0,2% em relação ao mesmo período de 2018. Nesta análise, por ordem de magnitude, Serviços profissionais, administrativos e complementares (3,3%) foi à atividade que apontou a mais expressiva variação positiva, seguida por Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (2,4%).

Dados Estatísticos

O resultado de abril de 2019 ficou um pouco acima da média nacional (0,3%), num mês em que os serviços mostraram-se positivos em 19 dos dos 27 estados. Frente a março, o setor de serviços cresceu mais no Rio Grande do Sul (5,4%), Maranhão (4,3%) e Pará (3,3%). Por outro lado, Rondônia (-1,4%), Roraima (-1,9%) e Tocantins (-7,1%) apresentaram as maiores quedas.

Na comparação com o mesmo período de 2018, o volume dos serviços baianos também apresentou variação positiva em abril (0,1%). Apesar de bastante discreta, foi o melhor resultado para o mês, nesse confronto, desde abril de 2013, quando os serviços haviam crescido 9,9% no estado.

O desempenho da Bahia na comparação com abril do ano passado também ficou acima da média nacional (-0,7%) e acompanhou o movimento de alta registrado em apenas 7 dos 27 estados, com destaques positivos para Amazonas (5,2%), Sergipe (3,0%) e São Paulo (2,3%).

Com esses resultados, o setor de serviços na Bahia manteve uma também leve variação positiva (0,2%) no acumulado no ano de 2019, frente ao mesmo período do ano anterior. O resultado continua aquém da média nacional (0,6%), embora seja o melhor acumulado nos quatro primeiros meses do ano desde 2014, quando esse indicador havia ficado em 1,6%.

Já no acumulado nos 12 meses encerrados em abril, os serviços seguem com resultado negativo na Bahia (-1,3%), embora mostrando pequena desaceleração no ritmo de queda em relação aos 12 meses encerrados em março (-1,7%). No país como um todo, os serviços têm variação positiva (0,4%) nessa comparação.

Serviços profissionais (3,9%) e transportes (0,2%) seguram setor de serviços baiano em abril

A variação positiva no volume do setor de serviços baiano em abril frente ao mesmo mês de 2018 (0,1%) foi garantida pelo desempenho de duas das cinco atividades investigadas no estado: serviços profissionais, administrativos e complementares (3,9%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (0,2%) – com contribuição bem maior da primeira do que da segunda.

Os dois segmentos mostram crescimentos seguidos desde fevereiro, ainda que com redução no ritmo de avanço.

Por outro lado, com quase dois anos de quedas consecutivas (recuando desde julho de 2017), os serviços de informação e comunicação (-2,8%) foram, mais uma vez, os que mais puxaram o setor de serviços baiano para baixo. O segmento já acumula perda de 5,1% em 2019.

Com quedas menores, os serviços prestados às famílias (-0,3%) e os outros serviços (-0,4%) também contribuíram para segurar o setor de serviços no estado, em abril.

Serviços ligados ao turismo na Bahia recuaram tanto frente a março (-2,1%) quanto na comparação com abril de 2018 (-1,8%)

Em abril, o volume das atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia recuou tanto em relação a março (-2,1%), na série com ajuste sazonal (que desconsidera, por exemplo, a Páscoa), quanto frente a abril de 2018 (-1,8%).

Ambos os resultados foram piores que a média nacional. Na comparação com março, as atividades turísticas recuaram 1,5% no país como um todo. Frente a abril do ano passado, não houve variação em nível nacional (0,0%).

Na comparação com março (-2,1%), as atividades turísticas na Bahia caíram menos do que nos demais estados do Nordeste onde elas são investigadas separadamente: Pernambuco (-3,5%) e Ceará (-4,9%).

Frente ao mesmo mês do ano passado, porém, o desempenho baiano (-1,8%) ficou aquém dos demais estados nordestinos. O Ceará teve o maior crescimento nessa comparação (5,3%), enquanto Pernambuco (-1,2%) recuou um pouco menos que a Bahia.

Com os resultados de abril, as atividades de serviço ligadas ao turismo seguem acumulando queda na Bahia, tanto no ano de 2019 (-0,6%) quanto nos 12 meses (-0,3%). Em ambos os casos, a média nacional está positiva: 2,7% e 3,1%, respectivamente.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.