Presidente Jair Bolsonaro questiona se não está na hora de ter ministro evangélico no STF; Governante deveria ser deposto por apresentar elevado grau de sandice

Jair Bolsonaro (PSL-RJ), presidente da República, mistura religião e Estado e evidência elevado grau de demência.
Jair Bolsonaro (PSL-RJ), presidente da República, mistura religião e Estado e evidência elevado grau de demência.
Jair Bolsonaro (PSL-RJ), presidente da República, mistura religião e Estado e evidência elevado grau de demência.
Jair Bolsonaro (PSL-RJ), presidente da República, mistura religião e Estado e evidência elevado grau de demência.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (31/05/2019), em um evento da Assembleia de Deus em Goiânia (GO), que o Supremo Tribunal Federal (STF) está “legislando” ao querer julgar a criminalização da homofobia e questionou se “não está na hora” de a corte ter um ministro evangélico.

“O Supremo Tribunal Federal, agora, está discutindo se homofobia pode ser tipificado como racismo. Desculpe aqui o Supremo Tribunal Federal, que eu respeito e eu jamais atacaria um outro Poder, mas, pelo que me parece, estão legislando”, disse Bolsonaro.

O STF remarcou para o próximo dia 13 de junho a conclusão do julgamento sobre o assunto, já tendo uma maioria de ministros favoráveis à criminalização da conduta, equiparando-a ao racismo.

Bolsonaro, que no evento disse ser “terrivelmente cristão”, comentou se existe entre os 11 ministros algum deles que é “evangélico” ou cristão assumido e arrematou, sob forte palmas das pessoas presentes no local: “Será que não está na hora de ter ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico?”

A fala de Bolsonaro ocorre numa semana em que representantes dos três Poderes se reuniram para fechar um pacto, tendo como pano de fundos as reformas necessárias para destravar a economia do país.

*Com informações da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111058 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]