Presidente do Senado recebe procuradores da lista tríplice da PGR

Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), recebem os indicados para a lista tríplice da Procuradoria-Geral da República (PGR) - subprocurador Mário Bonsaglia; subprocuradora Luiza Frischeisen; e o procurador regional Blal Dalloul, nesta quinta-feira (27/06/2019).
Senadores Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues, e Mário Bonsaglia, Luiza Frischeisen, Blal Dalloul
Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), recebem os indicados para a lista tríplice da Procuradoria-Geral da República (PGR) - subprocurador Mário Bonsaglia; subprocuradora Luiza Frischeisen; e o procurador regional Blal Dalloul, nesta quinta-feira (27/06/2019).
Senadores Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues, e Mário Bonsaglia, Luiza Frischeisen, Blal Dalloul

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, recebeu em audiência nesta quinta-feira (27/06/2019) os três procuradores que encabeçam a lista tríplice para a Procuradoria-Geral da República (PGR). Também participaram do encontro o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Fábio George Cruz da Nóbrega, e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

O comando da PGR fica vago em setembro, quando se encerra o mandato de dois anos de Raquel Dodge, que foi escolhida pelo ex-presidente da República Michel Temer e não deve ser reconduzida ao cargo.

— Nos últimos 18 anos, essa construção democrática tem sido respeitada. Membros do Ministério Público Federal de todo o país participam de debates em que discutem questões fundamentais de nossa atuação e escolhem ao final os nossos líderes. Estão aqui os três líderes que foram indicados com representatividade, com liderança, para inspirar e mobilizar nossa instituição, que tem missões fundamentais a cumprir no país, no combate à corrupção, no aperfeiçoamento da justiça penal — afirmou Fábio Nóbrega à saída do encontro.

Ele disse que cerca de 1.150 membros do Ministério Público votaram e que o cargo de procurador-geral da República é um dos mais relevantes do país. A entrega oficial da lista ao presidente Jair Bolsonaro deve ocorrer na próxima semana. O presidente da ANPR disse esperar que a lista será respeitada.

A lista tríplice é feita após votação entre procuradores e é uma sugestão para a escolha do próximo chefe da PGR por parte do presidente da República, que não é obrigado a escolher um dos indicados. Este ano, o subprocurador Mario Bonsaglia ficou em primeiro lugar, a subprocuradora Luiza Frischeisen, em segundo, e o procurador regional Blal Dalloul, em terceiro.

Randolfe Rodrigues lembrou que a lista foi respeitada nos mandatos dos ex-presidentes da República Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer. O senador ressaltou ainda que o nome indicado pelo presidente da República precisa passar pela análise do Senado.

— O presidente do Senado afirmou que o compromisso dele é com a lista tríplice. Este Senado tem o compromisso institucional e político com a lista tríplice. Não quero acreditar que, neste momento, essa tradição virá a ser rompida. Quem tem compromisso no combate à corrupção no Brasil apoia a lista tríplice — disse Randolfe.

*Com informações da Agência Senado.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]