Prefeitura de Feira de Santana monta estrutura para garantir transporte público da população em decorrência da paralisação nacional

Vista do Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana (PMFS).
Prefeitura de Feira de Santana monta estrutura para garantir transporte público em dia de paralisação nacional.

Em nota encaminhada nesta quinta-feira (13/06/2019) ao Jornal Grande Bahia (JGB), Prefeitura de Feira de Santana (PMFS) informa que foi montada estrutura com a finalidade de garantir o transporte público da população na sexta-feira (14). A ação da prefeitura é decorrente da paralisação nacional, que congrega setores do trabalhismo contra a Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro.

Na terça-feira (11) o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Feira de Santana (SINTRAFS), decidiu em Assembleia Geral Extraordinária pela adesão da categoria a Greve Geral.

Confira nota

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana (PMFS) e a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Feira de Santana (SMTT) informam, extraordinariamente, que nesta sexta-feira (14/06/2019), estará garantido o serviço de transporte público urbano com 100 veículos operando com prioridade a 46 linhas circulares em todos os bairros (a exemplo das linhas Conder, Feira VI, Alto do Papagaio, Conceição I e II, Gabriela, George Américo, Asa Branca, Feira X, Aviário, Feira VII, Santo Antônio dos Prazeres, Fraternidade, FTC, Pólo Industrial e Feira IX) e na zona rural e distritos com 100% de atendimento.

A operação especial também contará com o reforço de 10% da frota de vans do Serviço de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC).

O Poder Público Municipal atende a determinação, por decisão liminar proferida pela desembargadora-presidente Maria de Lourdes Linhares Lima de Oliveira do Tribunal Regional do Trabalho – 5 Região, que estabelece a manutenção em atividade de 40% (quarenta por cento) da frota de coletivo, por linha, no transporte urbano de Feira de Santana enquanto durar a paralização.

Ainda, a desembargadora estabelece multa diária de R$ 50 mil para o caso de descumprimento da decisão por parte do Sindicato dos Trabalhadores e Transportes Rodoviários de Passageiros Urbanos, assim como de ocorrência de manifestações que possam constranger ou ameaçar direitos de terceiros ou causar ameaça ou dano à propriedade ou pessoa, caracterizando-se a desobediência, também, a oposição de dificuldades injustificadas.

A decisão também afirma que está vedada a realização de qualquer tipo de “piquete” que impeça a circulação de veículos e pessoas, especialmente de trabalhadores que não desejem aderir ao movimento.

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da SMTT, por determinação do prefeito Colbert Martins Filho, estará monitorando toda a operação e contará com o auxílio da Polícia Militar do Estado da Bahia (PM) desde a saída dos ônibus das garagens para garantir o cumprimento da ordem e a tranquilidade ao cidadão, usuário do Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Por questão de segurança, os Terminais Central, Norte e Sul ficarão fechados e o usuário terá à disposição 7 (sete) pontos de integração temporal (até 60 minutos), sendo eles: Nordestino, Ponto da Marisa, Ponto da Galeria Carmac, Ponto da OI, Ponto da Receita Federal, Ponto da Câmara de Vereadores e o Ponto do Feira Tênis Clube.

Saulo Figueiredo, secretário Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT)

Prefeitura Municipal de Feira de Santana (PMFS)

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111172 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]