Feira de Santana: Vereador critica falta de divulgação do caso Rhuan

Edvaldo Lima: quando mataram Marielle só falavam sobre isto. Mas quando duas lésbicas matam e esquartejam uma criança não tem divulgação. Um absurdo.Edvaldo Lima: quando mataram Marielle só falavam sobre isto. Mas quando duas lésbicas matam e esquartejam uma criança não tem divulgação. Um absurdo.
Edvaldo Lima: quando mataram Marielle só falavam sobre isto. Mas quando duas lésbicas matam e esquartejam uma criança não tem divulgação. Um absurdo.

Edvaldo Lima: quando mataram Marielle só falavam sobre isto. Mas quando duas lésbicas matam e esquartejam uma criança não tem divulgação. Um absurdo.

O assassinato do garoto Rhuan, 9, pela mãe e sua companheira, no Distrito Federal, foi abordado pelo vereador Edvaldo Lima (PP) na sessão ordinária desta quarta-feira (19/06/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana.

O parlamentar criticou a falta de divulgação do caso, que ocorreu no dia 31 de maio, pelo que ele chamou de “banda podre da imprensa”.

“Foi assassinado por duas lésbicas. Elas cortaram o pênis dele, queriam que ele se tornasse mulher. Quando mataram Marielle só falavam sobre isto. Mas quando duas lésbicas matam e esquartejam uma criança não tem divulgação. Um absurdo”, criticou.

Edvaldo também se manifestou sobre o caso envolvendo o vereador Luiz Ferreira (PPL) e o empresário Elias Tergilene. “No dia que o empresário fez a denúncia eu saí em defesa de Luiz da Feira. O relatório lido pela vereadora Gerusa prova que eu estava certo. O que este Elias queria era atingir nosso colega”, pontuou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]