Feira de Santana: Orgulho e satisfação marca encerramento do primeiro semestre de 2019 do programa Arte de Viver

Encerramento das oficinas do programa Arte de Viver, em Feira de Santana.
Encerramento das oficinas do programa Arte de Viver, em Feira de Santana.
Encerramento das oficinas do programa Arte de Viver, em Feira de Santana.
Encerramento das oficinas do programa Arte de Viver, em Feira de Santana.

As apresentações de encerramento das oficinas do programa Arte de Viver, quando alunos sobem ao palco para mostar o que aprenderam no último semestre, proporcionam muitos sentimentos para quem participa, como também para quem assiste. Em comum a sensação de orgulho e satisfação com os resultados. Este contexto foi presenciado na última sexta-feira (14/06/2019), na Estação Cidadania Cultura do Bairro Cidade Nova, em Feira de Santana.

Professores e alunos realizaram um espetáculo repleto de cores e ritmos regionais. Uma plateia formada por amigos, familiares e amantes da arte lotou a quadra poliesportiva.

Dentre eles estava Jucicleide de Jesus, mãe da pequena Ana Clara, de 8 anos. Ela não escondeu o sentimento de orgulho ao assistir à apresentação do ballet infantil. “Eu estou muito emocionada. É o segundo ano que Clarinha participa do Arte de Viver. Pedi folga no trabalho hoje só para ver a apresentação delas”, relatou.

O professor de danças urbanas, Itamar da Silva, lembra ainda que não se trata apenas de mostrar as técnicas ensinadas, mas de “apresentar um trabalho pedagógico desenvolvido com os alunos de todas as idades, onde o conteúdo multidisciplinar por trás disso faz com que realmente os participantes saiam daqui transformados pela arte”, explicou.

A autônoma Analene, de 57 anos, que há três participa das oficinas, lembra que cada apresentação é singular. “Está no palco é maravilhoso e um momento indescritível. Em nossa mente passa um filme, onde relembramos cada instante de dificuldade e superação. É muito bom ver a nossa evolução”, disse orgulhosa.

A coordenadora da Estação Cidadania Cultura, Lay Ribeiro, reafirma que por trás das apresentações existe o processo pedagógico, de conhecimento identitário e de formação, principalmente da memória e valorização da cultura. “Valorizar a cultura do nosso povo é importante. Sou grata a cada pessoa que participou, a cada professor que mais uma vez vestiu a camisa. Isso é salvaguardar e reconhecer a cultura de dentro para fora, é trabalhar a autoestima e a memória da nossa gente”, finalizou.

O Programa Arte de Viver é uma iniciativa da Prefeitura, através da Fundação Municipal de Tecnologia da Informação Telecomunicações e Cultura Egberto Tavares Costa (FUNTITEC).

Programa Arte de Viver fortalece vínculo entre mãe e filha no Jardim Acácia

As oficinas do Programa Arte de Viver atraem alunos de várias idades, que conforme o tempo, passaram a ter o projeto como uma segunda casa. Foi o caso de Rayssa Santos, de 7 anos. Ela participa da turma de Ballet Baby, na Estação Cidadania – Cultura Jardim Acácia, e acabou motivando sua mãe, Patrícia Santos, a participar de uma das atividades do projeto. Patrícia passou a integrar a turma da oficina de zumba.

“Ela ama as aulas, e sempre pedia para que eu ficasse quando vinha aqui trazer ou buscá-la. Depois que começamos a vir juntas para cá, nosso relacionamento melhorou e agora somos mais amigas”, conta a mãe, que após iniciar as aulas encontrou ainda mais motivos para continuar na oficina. “Fazer atividades físicas é muito bom. Não ficamos presas a rotina, e ainda ganhamos em qualidade de vida”, pontua.

O professor Adauto Silva ministra as oficinas de Ballet e Ballet Baby do Arte de Viver, e afirma que uma das coisas que regem o bom funcionamento do projeto é a família. “Se eu não tiver a família ao meu lado construindo toda a valorização e desempenho da criança, vai faltar alguma coisa”, afirma o professor.

Neste semestre o programa Arte de Viver disponibilizou cerca de 2.645 vagas. São contemplados os bairros Aviário, Jardim Acácia e Cidade Nova com as praças Estação Cidadania – Cultura (antigas praças CEU). Além do Centro de Cultura Maestro Miro e também as escolas municipais Josenita Nery, Prof Eli Queiroz, Lídice Antunes, Santo Expedito, além da Associação São Brás e CRAS – Centro de Referência de Assistência Social.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108757 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]