Deputado Robinson Almeida rebate ministro de Bolsonaro: “falta de sorte é do povo brasileiro por ter um governo que envergonha o Brasil”

Por declaração estapafúrdia, general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional do Governo Bolsonaro, é criticado pelo deputado Robinson Almeida.

Por declaração estapafúrdia, general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional do Governo Bolsonaro, é criticado pelo deputado Robinson Almeida.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) criticou a declaração do Ministro do Gabinete de Segurança Institucional da presidência da República, general Augusto Heleno, que classificou como “falta de sorte” que um membro da equipe presidencial transportasse 39 quilos de cocaína em um dos voos oficiais que levava o presidente Jair Bolsonaro ao encontro do G-20, que acontece esta semana no Japão.

“A falta de sorte é do povo brasileiro por ter um governo tão despreparado, tão desqualificado, que tanto mal faz a nossa gente e não se cansa de envergonhar o Brasil, como o de Bolsonaro”, afirmou o parlamentar.

Na terça-feira (25/06/2019), o segundo-sargento da Aeronáutica, Manoel Silva Rodrigues, foi detido em Sevilha, na Espanha, ao chegar ao país com 39 quilos de cocaína em um avião da FAB. Heleno afirmou que todos os que entram no avião presidencial têm a mala revistada, inclusive o presidente da República, mas disse que não há “efetivo” para manter o esquema de vigilância por todo o tempo.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).