Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados ouve o jornalista Glenn Greenwald sobre ‘as mensagens secretas da Lava Jato’

Glenn Greenwald, jornalista, diretor do The Intercept Brasil.
Glenn Greenwald, jornalista, diretor do The Intercept Brasil.
Glenn Greenwald, jornalista, diretor do The Intercept Brasil.
Glenn Greenwald, jornalista, diretor do The Intercept Brasil.

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados ouvirá, nesta terça-feira (25/06/2019), o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, editor do site The Intercept, cuja subsidiária brasileira vem publicando desde o dia 9 de junho, conversas mantidas através de redes sociais pelo ex-juiz Sergio Moro — hoje ministro da Justiça — com procuradores da Lava Jato entre os anos de 2015 a 2018.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, na semana passada, o ministro disse “não reconhecer autenticidade” das mensagens, que evidenciariam a condução política da operação contra o PT e o ex-presidente Lula, segundo o site de notícias de Greenwald.

O debate foi proposto pelos deputados Camilo Capiberibe (PSB-AP), Carlos Veras (PT-PE), Márcio Jerry (PCdoB-MA) e Túlio Gadelha (PDT-PE).

Segundo os parlamentares, as reportagens assinadas por Gleen Greenwald, “jogam dúvidas contundentes sobre a imparcialidade na atuação do Juiz Sérgio Moro e de outros juízes e procuradores”.

A audiência com o jornalista está marcada para as 15 horas, no plenário 10.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114963 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.