Aumenta oferta dos produtos usados na culinária junina no Centro de Abastecimento de Feira de Santana

Venda de milho no Centro de abastecimento aumentam devido aos festejos juninos.
Venda de milho no Centro de abastecimento aumentam devido aos festejos juninos.
Venda de milho no Centro de abastecimento aumentam devido aos festejos juninos.
Venda de milho no Centro de abastecimento aumentam devido aos festejos juninos.

A quantidade à venda de produtos usados na culinária junina aumenta à medida que as datas festivas se aproximam. Para o sertanejo, festejos juninos e forró apenas estão a contento se vir a mesa farta, de uma ponta a outra.

No Centro de Abastecimento de Feira de Santana, entreposto administrado pela Prefeitura, a procura pelo milho – versátil semente usada na pamonha, canjica ou comido assado ou cozido – ainda não está na mesma intensidade do ano passado, mas os vendedores estão otimistas.

Como mais uma vez a safra da região foi frustrada, devido à falta de chuvas, o milho está sendo trazido de outros municípios, como Petrolina, Irecê e do interior de Sergipe, onde as chuvas caíram na quantidade e tempo certos.

Um cento está sendo vendido por R$ 40 – as porções saem por R$ 5. Mas, de acordo com o vendedor Antônio Santana, como os produtos vem de fora, detalha que aumenta o custo, não há garantia de que o preço permaneça os mesmos até as proximidades do São João.

O amendoim, outra iguaria que não deve faltar a mesas junina, está mais presente nas barracas. O balde de quatro litros está sendo vendido a R$ 10 e a saca com medida de cinto latas de querosene, R$ 130. A de três latas está sendo vendida por R$ 80.

Outro item fundamental é a laranja, que está sendo vendida a R$ 14, o cento. Entretanto, a mesma quantidade da de umbigo, uma as preferidas para ser consumida no período junino, está custando R$ 40.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108777 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]