Analistas políticos prevem demissão do ministro Onyx Lorenzoni e agravamento da relação do Governo Bolsonaro com Congresso Nacional

Jair Bolsonaro ao empossar Onyx Lorenzoni (DEM-RS) como ministro-chefe da Casa Civil. Relação deteriorada do presidente da República com lideranças do partido Democratas pode gerar demissão do ministro.
Jair Bolsonaro ao empossar Onyx Lorenzoni (DEM-RS) como ministro-chefe da Casa Civil. Relação deteriorada do presidente da República com lideranças do partido Democratas pode gerar demissão do ministro.
Jair Bolsonaro ao empossar Onyx Lorenzoni (DEM-RS) como ministro-chefe da Casa Civil. Relação deteriorada do presidente da República com lideranças do partido Democratas pode gerar demissão do ministro.
Jair Bolsonaro ao empossar Onyx Lorenzoni (DEM-RS) como ministro-chefe da Casa Civil. Relação deteriorada do presidente da República com lideranças do partido Democratas pode gerar demissão do ministro.

A proximidade do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), incomoda o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Mesmo após esvaziar o poder de Onyx, que perdeu o comando da articulação política com o Congresso Nacional, Bolsonaro ainda se queixa, nos bastidores, de que o ministro está fazendo o “jogo” do Legislativo, dando a impressão de que o governo cedeu ao toma lá, dá cá. Agora, nem mesmo a cúpula do DEM arrisca dizer se Onyx sobreviverá no cargo, revela reportagem do Jornal Estadão.

Em conversas reservadas, jair Bolsonaro tem dito que não se pode ceder a tudo o que deputados e senadores querem para o governo não virar refém da “velha política”. No sábado (22/06/2019) , Bolsonaro chegou a afirmar que o Congresso tem cada vez mais “superpoderes” e quer deixá-lo como “rainha da Inglaterra”, que reina, mas não governa.

Quem conversou com Onyx, nos últimos dias, encontrou um ministro abatido. À interlocutores, o titular da Casa Civil disse, porém, que o seu foco é “única e exclusivamente” a votação da reforma da Previdência.

*Com informações do Estadão.

Presidentes Davi Alcolumbre (DEM-AP), Senado Federal e Rodrigo Maia (DEM-RJ), Câmara dos Deputados.
Presidentes Davi Alcolumbre (DEM-AP), Senado Federal e Rodrigo Maia (DEM-RJ), Câmara dos Deputados. Partido não indicou nomes para o primeiro escalão do Governo Bolsonaro.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110969 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]