Visitar e curtir uma das sete maravilhas da natureza

Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, situada no Município de Foz do Iguaçu, no Paraná.
Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, situada no Município de Foz do Iguaçu, no Paraná.
Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, situada no Município de Foz do Iguaçu, no Paraná.
Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, situada no Município de Foz do Iguaçu, no Paraná.

As Cataratas do Iguaçu são um verdadeiro espetáculo da natureza. Um espetáculo que é compartilhado por Brasil e Argentina e que pode ser visitado a partir de duas cidades: Foz do Iguaçu do lado brasileiro e Puerto Iguazú do lado argentino. É uma região para visitar e se deslumbrar com uma natureza inacreditável. As cataratas brasileiras ficam a 28 quilômetros de Foz do e as argentinas a 23 quilômetros de Puerto Iguazú. Mais de um milhão de viajantes chegam a esta região todos os anos para admirar o espetáculo de mais de mil e quinhentos metros cúbicos de água escoando desde grandes alturas.

O Parque Nacional Iguaçu tem um 80% do lado da Argentina e os restantes 20% do lado do Brasil. E qualquer um desses territórios merece a procura por uma boa promoção de passagens aéreas, porque é uma viagem que os visitantes jamais irão esquecer. A própria chegada ao aeroporto é um espetáculo aparte, vendo do alto as impressionantes cataratas!

São 275 saltos que provocam diversos sentimentos e sensações nos visitantes. Admirando dentro do avião, em algum mirante ou dentro de um barco, a emoção rola solta diante da visão e do barulho dessa natureza tão maravilhosa, tão espetacular.

Começar a experiência do lado brasileiro é uma boa opção. De Foz do Iguaçu até as passarelas, que têm uma extensão de aproximadamente 1200 metros, é um abrir e fechar de olhos. A vista panorâmica das cataratas do lado argentino é simplesmente inacreditável.

Depois desse primeiro impacto, é percorrer o Parque Nacional e observar a flora e a fauna locais, outro belo espetáculo da natureza. O som que provocam as quedas de água é impressionante, e conforme os visitantes se aproximam das cataratas, o som vai aumentando e o coração parece pular do peito!

Os saltos Benjamim Constant, Deodoro, Floriano e Salto União são os mais importantes situados no lado brasileiro. Ver a imponência das suas quedas será um espetáculo para jamais esquecer.

Mas existem outros passeios para fazer e conhecer melhor a região, além da visita as cataratas do lado argentino. O ideal é organizar um bom roteiro para poder tirar proveito de cada instante neste destino incrível:

  • Visitar a represa de Itaipu: é a maior hidrelétrica do mundo. Percorrer as instalações depois de receber toda a informação dos guias especializados é uma experiência interessante.
  • Visitar o Parque das Aves: fica dentro do Parque Nacional e possui aves de diversas partes do mundo, habitando em gaiolas enormes.
  • Viajar no trem ecológico à noite: uma viagem até o famoso salto Garganta do Diabo numa noite de lua cheia. É um passeio imperdível se coincidir com a data da sua viagem.
  • Fazer um city tour em Puerto Iguazú, que levará até o Marco das três Fronteiras, onde Argentina, Brasil e Paraguai se unem.
  • Visitar a Aldeia Fortin Borore: é uma fantástica possibilidade de conhecer a cultura aborígene, as suas medicinas, comidas e cânticos.

Viver a aventura de ver as cataratas dentro de um barco de borracha, com uma aproximação aos saltos impressionante.

O que levar para visitar as Cataratas? Esse é um ponto muito importante para que a viagem de certo e nada estrague a sua experiência. Afinal de contas, para visitar as cataratas ou para curtir uma bebida no Bar de Gelo, são necessárias coisas diferentes!

  1. Capa de chuva. Não tem como não se molhar ao visitar os saltos! Portanto, há duas opções: ou levar uma capa na mala, ou comprar uma no Parque Nacional. Só que lá o valor não é muito barato…
  2. Levar suficientes peças de roupa que combinem entre si. Certamente haverá momentos nos quais você vai se molhar e é importante ter suficiente roupa para se trocar.
  3. Levar repelente. Visitar um parque e fazer passeios ao ar livre é conviver com insetos. Para evitar mordidas indesejáveis, o uso constante de repelente será a melhor solução.
  4. Protetor solar. Você ficará o tempo inteiro ao ar livre, sob o sol. Use e abuse do protetor solar!
  5. Chapéu e óculos de sol. Pelo mesmo motivo da necessidade de protetor solar, estes dois itens são fundamentais.
  6. Garrafinha de água. Beba líquido constantemente para se manter hidratado.
Opção de lazer com navegação pelos rios das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, Paraná.
Opção de lazer com navegação pelos rios das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, Paraná.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9994 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).