Vice-governador João Leão quer modelo de enoturismo de Portugal na Chapada Diamantina e Vale do São Francisco

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vice-governador João Leão cumpre missão do Estado da Bahia objetivando captar investimento de empresários e ampliar relação comercial com Portugal.
Vice-governador João Leão cumpre missão do Estado da Bahia objetivando captar investimento de empresários e ampliar relação comercial com Portugal.
Vice-governador João Leão cumpre missão do Estado da Bahia objetivando captar investimento de empresários e ampliar relação comercial com Portugal.
Vice-governador João Leão cumpre missão do Estado da Bahia objetivando captar investimento de empresários e ampliar relação comercial com Portugal.

Em visita à rota do vinho, na região Douro Vinhateiro em Portugal, o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão, destacou para empresários portugueses a intenção de transformar as regiões baianas da Chapada Diamantina, Vale do São Francisco e do Rio Grande em um polo de enoturismo, de referência internacional. A ideia é trazer para a Bahia o know how das vinícolas e o modelo de roteiro do eno e agroturismo dos portugueses, que vai do cultivo de uva e degustação das bebidas à infraestrutura de hotéis e restaurantes.

“Portugal é um dos principais destinos do enoturismo no mundo. E é isso que queremos para a Bahia. Estamos convidando empresários interessados em ir à Bahia conhecer nosso potencial e investir, para termos ainda mais um turismo acentuado, vinhos maravilhosos e vinícolas de qualidade. Além, é claro, de gerar muitos empregos em toda cadeia produtiva. Chegaremos lá, tenho certeza disso”, destacou Leão.

Para Vasco Parente, diretor do Hotel Vila Galé Vineyards, situado na centenária Quinta Val Moreira, é possível trazer para a Bahia os produtos e estrutura do turismo com foco na cultura do vinho, praticados em Portugal: “Queremos proporcionar experiências diferenciadoras para pessoas que sabem apreciar. E é nesse sentido que trabalhamos diariamente”.

Enoturismo baiano

Na Bahia, as parreiras no Vale do São Francisco, da vinícola Terranova, do grupo Miolo, em Casa Nova, e da Chapada Diamantina, com o projeto PIVOT 30, da Fazenda Progresso, em Mucugê, já revelam a vocação do estado e esse novo cenário do enoturismo. Juntos, os dois projetos já investiram R$ 60,3 milhões no setor.

As duas regiões constituem um novo polo atrativo para turistas e também é oportunidade de negócios, cuja missão do vice-governador está empenhada em prospectar. O representante da Frente Parlamentar do Setor Produtivo e da Comissão de Infraestrutura e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado estadual Eduardo Salles (PP), compõe a comitiva. O parlamentar foi um dos responsáveis pela introdução de uvas viníferas na região da Chapada, Morro do Chapéu e Mucugê, quando secretário de Agricultura do Estado.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).