Vereador defende Jair Bolsonaro e diretor da Fundação de Apoio ao Menor de Feira de Santana de críticas

Edvaldo Lima: é muito fácil fazer discurso demagogo. Falar que o Presidente vai dar armar a todo mundo é não ter conhecimento.
Edvaldo Lima: é muito fácil fazer discurso demagogo. Falar que o Presidente vai dar armar a todo mundo é não ter conhecimento.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta quarta-feira (29/05/2020), na Casa da Cidadania, o vereador Edvaldo Lima (PP) voltou a defender as ações e propostas de governo do Presidente da República, Jair Bolsonaro. O edil aproveitou para garantir que lutará pela permanência de Antônio Lopes, atual diretor da Fundação de Apoio ao Menor de Feira de Santana -Famfs.

“É muito fácil fazer discurso demagogo. Falar que o Presidente vai dar armar a todo mundo é não ter conhecimento. Se tivesse, não falaria tanta bobagem. O Presidente tem reponsabilidade com a família e o povo brasileiro. Agora a oposição, que não quer ver o povo bem, é quem pensa diferente, mas o Presidente não. Vou falar: o projeto foi do povo brasileiro, foi quem votou se queria ou não ter arma e ele seguiu um pedido do povo. O brasileiro de bem pediu o direito de ter uma arma. Agora, marginais têm arma e armas de grande porte. Este vereador não vai andar armado, mas o homem de bem que quiser que tenha”, pontuou Edvaldo.

Em aparte, o petista Alberto Nery acredita que a população ainda não está preparada para andar armada. “Eu vejo no dia-a-dia a Policia Miliar, que é treinada para portar arma, de vez em quando ter um desequilíbrio e sacar arma para agredir pessoas, imagine pessoas de bem? Pode, pelo ímpeto, usar a arma e tirar a vida de pessoas. Acredito que nossa sociedade não está preparada para portar arma. O que precisamos é de geração de emprego e educação de qualidade. Não precisamos de arma, precisamos que Deus tenha piedade de nossa nação”, argumentou.

De volta com a palavra, Edvaldo Lima ressaltou a idoneidade de Jair Bolsonaro. “Nosso Presidente é um homem que pensa em destravar a economia e gerar milhares de empregos. Um presidente que ora e dobra seus joelhos para trabalhar por nossa nação, merece nosso respeito. O governo do ex-presidente Lula reteve R$ 10 milhões da Educação, no governo Dilma foram R$ 21 bilhões e não vimos esquerdas indo às ruas fazer manifestação. Agora, o Presidente que não fez negociatas com ninguém está sendo criticado. Ele fez apenas um contingenciamento, não cortou verbas”, defendeu.

FAMFS

Ainda no uso da tribuna, o vereador Edvaldo Lima tratou sobre a possibilidade da saída de Antônio Lopes da direção da Famfs. Segundo ele, irá lutar para a permanência dele na direção da Fundação.

“A maioria conhece a Famfs e ela é administrada pelo professor Antônio Lopes, de grande competência e coração. Como a Famfs recebia valores do Município, Estado e Uinão, todas as entidades que sobrevivem dessas verbas levam benefícios à população, e a Famfs também fez isso: trabalhou em prol de crianças e adolescentes do Município de Feira; criou várias fábricas para gerar empregos e tirar os jovens das ruas. Ela tem um trabalho tão importante que, na época, não víamos crianças nas ruas em situação de vulnerabilidade”, observou.

Ainda segundo o edil, quando queriam fazer interferências políticas na Fundação, o diretor não permitia. “É assim que ele fez e continua fazendo. No último domingo, fui convidado para participar de uma reunião no Colégio Luiz Eduardo Magalhaes e quando cheguei lá tinham duas pessoas querendo assumir o comandando a Famfs, mas não tem competência para isso porque a Fundação tem seu diretor. Querem tomar a Famfs? Porque querem administrar ela? Fizeram essa reunião por traz do atual direitor, mas não vão tirar não, pois foi fundada por ele e tem um trabalho eficaz prestado ao nosso Município”, ressaltou.

Para finalizar, o edil Edvaldo falou do reconhecimento da Famfs. “Estão usando de politicagem na Famfs. Pensaram que tirando os recursos ela iria falir e ficaria mais fácil de pegar para administrar. A Famfs é reconhecida internacionalmente. Lá, nesta reunião, eu me apresentei como representante do Poder Legislativo feirense. Não podemos permitir que uma Fundação como esta tenha sua diretoria prejudicada”, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115092 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.