Seminário em alusão ao ‘Maio Amarelo’ apresenta melhorias para a Avenida de Contorno, em Feira de Santana

Um seminário sobre o anel de contorno em que foram apresentados os projetos de ordenamento e as intervenções realizadas em trechos críticos da Avenida.

Um seminário sobre o anel de contorno em que foram apresentados os projetos de ordenamento e as intervenções realizadas em trechos críticos da Avenida.

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana através da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), realizou no auditório do CEAF na manhã desta quinta-feira (23/05/2019), um seminário sobre o anel de contorno em que foram apresentados os projetos de ordenamento e as intervenções realizadas em trechos críticos da Avenida.

As ações de ordenamento fazem parte do projeto de melhorias para a rodovia realizado em conjunto pelo Governo do Prefeito Colbert Martins Filho, através da SMT, com PRF, Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte – DNIT e Via Bahia, 3ª Ciretran e Agência Nacional de Transporte e Trânsito – ANTT.

O Seminário que integrou a programação da campanha do Maio Amarelo, contou com a presença do Prefeito Colbert Martins, imprensa e a participação de representantes da Polícia Rodoviária Federal, Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte – DNIT, 3a Ciretran, Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito – SMTT, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Ministério Público e Câmara Municipal de Feira de Santana.

O Prefeito Colbert Martins abriu o seminário enaltecendo o evento, que buscou debater ações paliativas enquanto a obra de duplicação do contorno não é concluída. “Precisamos da construção de um novo Anel de Contorno para a nossa cidade, já que ele é uma via totalmente urbana e com grande fluxo de veículos. Precisamos por enquanto, buscar alternativas para a redução dos acidentes e do número de vítimas. Muitas pessoas morrem no trânsito como constatam as estatísticas, mas com certeza, muitos mais podem carregar sequelas por toda vida”, ressaltou.

Todos os dias passam pelo menos 20 mil veículos pela Avenida Eduardo Fróes da Mota diariamente de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Medindo cerca de 20km, a famosa avenida de contorno tem trechos que fazem parte de duas importantes rodovias, a BR 101 e BR 116, além de interligar mais quatro rodovias, BR324, BR242,BR101 e BA502 . O fluxo intenso na no anel de contorno provoca constantes conflitos com o fluxo urbano e causa diversos acidentes.

Na apresentação realizada pelo engenheiro Allan Mascarenhas do DNIT, foram demonstradas as competências de atuação por parte de cada órgão em cada trecho da avenida, que contempla 20km. Foi apresentado também um projeto de duplicação do Anel de Contorno realizados pelo DNIT, que vai da BR 116 Norte até a Sul (Rio/Bahia), e um anti projeto da duplicação do Portal do Sertão até a Cidade Nova.

O Superintendente Municipal de Trânsito, Mauricio Carvalho, ressaltou a importância da duplicação do anel de contorno e o empenho do governo municipal neste sentido. “Enquanto a obra não acontece, a SMT tomou a iniciativa de reunir todos os órgãos envolvidos para desenvolver uma ação conjunta para buscar as melhores soluções para a cidade, nos 8 pontos de conflitos no anel de contorno, o que já temos feito. No mês de julho, vamos apresentar um cronograma de execução das intervenções que restam”.

Coube ao Inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Altemar Brandão, apresentar detalhadamente os projetos que serão implantados nestes 8 pontos de conflitos que começa no acesso do Feira VII (já concluído), até a entrada do conjunto Morada das árvores. “No ano em que a rodovia foi construída, em 1973, o volume diário do tráfego era de 2.220 veículos, no ano de 2017  passou para 22 mil veículos por dia. O ideal é a duplicação total do anel de contorno, como temos exemplo com o trecho sul, onde em 2017 havia em média 9 óbitos por ano, após sua duplicação, no ano seguinte baixou para zero.”, afirma

De acordo com a Polícia Rodoviário Federal, o anel de contorno tem no seu trecho norte/leste (Que contempla do viaduto do bairro Cidade Nova até o portal do Sertão na Br324), os 7 km com maior representatividade nos índices de acidentes fatais da área coberta pela segunda delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Feira de Santana,  e está entre os 100 trechos com maior índice de acidentes graves em todo o país.

Representando o Ministério Público, o promotor Público Audo Rodriges chamou atenção para os reflexos da ações propostas pelo projeto em toda a sociedade e a importância do trabalho de educação para o trânsito. “Promover a redução de acidentes no trânsito não impacta somente no Sistema Único de Saúde, mas na segurança pública e também no social. Quando a gente consegue resolver um problema como esse,  automaticamente reflete nas demais áreas da sociedade. É gratificante participar de uma discussão desta natureza, por estarmos tratando de forma objetiva de um assunto de interesse coletivo para a cidade com agentes técnicos envolvidos. Todas as intervenções desta natureza tem uma ramificação grande na coletividade”, reflete.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]