Petrobras tem vendas de ativos suspensa pela Justiça Federal

Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.

O programa de privatização de ativos da Petrobras sofreu um revés na quarta-feira (29/05/2019) com um impedimento através de liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

A empresa informou na noite da quarta-feira (29/05/2019) que foi intimada pela Justiça a suspender o processo de venda de sua participação nas ações das empresas Araucária Nitrogenados S.A. (Ansa) e na Unidade de Fertilizantes Nitrogenas III (UFN-III).

A liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro é uma resposta a uma ação popular. A Petrobras afirmou que tomara medida “em prol dos seus interesses e de seus investidores”.

A venda de ativos passou a ser parte importante do plano de negócio da empresa entre 2019 e 2023. No período, a Petrobras pretende arrecadar US$ 26,9 bilhões e concentrar seus investimentos na exploração e produção de petróleo.

Este ano, a empresa assumiu novas regras que concentram poder em seu Conselho Administrativo, facilitando a venda de ativos como refinarias e subsidiárias.

O Supremo Tribunal Federal (STF) também julga, nesta quinta-feira (30) duas ações que podem travar vendas de até US$ 32,3 bilhões em ativos da Petrobras.

A primeira ação tem como motivo a manutenção ou não de uma liminar do ministro Ricardo Lewandowski que vincula a privatização de estatais ao Congresso Nacional. Já o segundo caso trata de liminar do ministro Edson Fachin, concedida na segunda-feira (27) que bloqueia a venda de 90% das ações da Petrobras na Transportadora Associada de Gás (TAG).

*Com informações da Agência Sputnik Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111080 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]