IBGE: Em abril de 2019, prévia da inflação é de 1,06% na Região Metropolitana de Salvador

Tabela do IBGE aponta inflação do mês de abril de 2019 na Região Metropolitana de Salvador.
Tabela do IBGE aponta inflação do mês de abril de 2019 na Região Metropolitana de Salvador.
Tabela do IBGE aponta inflação do mês de abril de 2019 na Região Metropolitana de Salvador.
Tabela do IBGE aponta inflação do mês de abril de 2019 na Região Metropolitana de Salvador.

Em abril de 2019, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial do mês, teve forte aceleração na Região Metropolitana de Salvador (RMS), indo a 1,06%.

Foi o segundo maior índice dentre as 11 áreas investigadas pelo IBGE, abaixo apenas do verificado na Região Metropolitana de Porto Alegre (1,26%), e significativamente superior à média nacional (0,72%).

Foi também a maior prévia da inflação para um mês de abril da série histórica disponível para os índices regionais do IPCA-15 (desde 2012). Em março, o IPCA-15 da RMS havia ficado em 0,29%.

Com o resultado de abril, o IPCA-15 da RMS acumula alta de 2,27% no ano de 2019, também acima da média nacional (1,91%) e o terceiro indicador mais elevado entre as áreas pesquisadas, abaixo das regiões metropolitanas de Fortaleza/ CE (2,52%) e do Rio de Janeiro/ RJ (2,35%).

Nos 12 meses encerrados em abril, o IPCA-15 na RM Salvador chega a 4,99%, com forte aceleração em relação ao acumulado até março (3,98%), maior que o do país como um todo (4,71%) e o segundo mais elevado, abaixo apenas do índice da RM Porto Alegre (5,84%).

O quadro a seguir mostra os principais resultados do IPCA-15 de abril de 2019 para Brasil e cada uma das áreas pesquisadas.

Alimentos (1,92%) e transportes (1,06%) puxam para cima a prévia da inflação de abril na RM Salvador

Dos nove grupos de produtos e serviços que formam o IPCA-15, seis tiveram altas em abril, na Região Metropolitana de Salvador. Os maiores aumentos ocorreram em Alimentação e bebidas (1,92%), Vestuário (1,42%) e Saúde e Cuidados Pessoais (1,36%).

Entretanto, por uma combinação de aumento médio dos preços e peso nas despesas das famílias na RMS, as principais pressões de alta na prévia da inflação de abril vieram dos alimentos e dos Transportes, que aumentaram 1,06%.

Dentre os gastos com alimentação, os que mais pressionaram o IPCA-15 para cima, na RMS, foram, novamente, aqueles com os alimentos consumidos em casa. A alimentação no próprio domicílio aumentou 2,64%, puxada por itens como o tomate (30,46%), a farinha de mandioca (10,06%) e a carne-seca e de sol (6,35%). O tomate foi, individualmente, o produto que mais contribuiu para a alta do IPCA-15 de abril, na Região Metropolitana de Salvador.

Mas a alimentação fora de casa também teve aumento (0,32%), puxada sobretudo pelos lanches (1,45%), embora com menor contribuição para a prévia da inflação do mês.

Dentre as despesas com transportes, o aumento dos ônibus urbanos (3,20%) foi a principal pressão de alta no IPCA-15 de abril, refletindo o reajuste de preços anunciado no fim de março, em Salvador. A gasolina (1,74%) também se manteve como um dos itens que mais puxaram a prévia da inflação para cima na RMS.

Dentre os grupos de produtos e serviços que tiveram deflação e ajudaram a conter a prévia da inflação de abril na RMS, os destaques foram para Artigos de residência (-0,06%), puxados pela queda em muitos itens de mobiliário (-0,67%), e Comunicação (-0,07%), com influência maior do telefone fixo (-0,29%).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109912 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]