Feira de Santana é uma das primeiras cidades do Brasil a integrar projeto de atenção à saúde do idoso

Projeto consiste inicialmente em mapear os pontos que precisam de atenção, identificar as necessidades da pessoa idosa.
Projeto consiste inicialmente em mapear os pontos que precisam de atenção, identificar as necessidades da pessoa idosa.
Projeto consiste inicialmente em mapear os pontos que precisam de atenção, identificar as necessidades da pessoa idosa.
Projeto consiste inicialmente em mapear os pontos que precisam de atenção, identificar as necessidades da pessoa idosa.

O município de Feira de Santana possui 42 mil idosos cadastrados na Atenção Básica. E está entre as primeiras cinco cidades do Brasil a receber o projeto promovido pelo Ministério da Saúde, através do Hospital Albert Einstein, para implementar a linha de cuidado para a atenção integral a saúde do idoso. Iniciativa considerada bastante positiva pelo prefeito Colbert Martins Filho.

Nos dias 9 e 10 de maio, o Ministério realizou no Hotel Atmosfera o curso de aprimoramento para que os profissionais da Secretaria de Saúde possam pôr em prática a proposta. O projeto consiste inicialmente em mapear os pontos que precisam de atenção, identificar as necessidades da pessoa idosa, considerando sua capacidade funcional, estabelecer os fluxos e avaliar a rede de atenção primária, que é a Atenção Básica.

“O objetivo é que o município construa uma linha de cuidados para a saúde da pessoa idosa. O Ministério já oferece documentos de orientação técnica pra isso, mas o município vai reunir referências locais para reconhecer as necessidades de saúde da pessoa idosa e pensar formas de como a rede vai se organizar para atender de forma integral a saúde dessas pessoas”, explica a analista técnica de políticas sociais do Ministério da Saúde e coordenadora da saúde da pessoa idosa, Mariana Souza.

Um dos instrumentos para a avaliação multidimensional é a caderneta de saúde da pessoa idosa. Até o momento, Feira de Santana recebeu 14.341 unidades e a expectativa é que até o final do ano chegue a 35 mil.

Para melhor preparar os profissionais, cursos na modalidade EAD estão sendo ofertados com a durabilidade de 40 dias. “O tema dessas aulas é tratar do envelhecimento. Após o curso a distância, haverá oficinas práticas e que sejam mais próximas a realidade da saúde do idoso brasileiro”, ressalta a coordenadora do projeto, Sandra Alves.

De acordo com Mariana Souza, o município foi um dos primeiros a serem contemplados porque já oferece projetos de atenção a saúde da pessoa idosa e pelo quantitativo da população idosa. “A boa cobertura de atenção primária a saúde, que é o campo estruturante da linha de cuidado, e o interesse da gestão local motivou a escolha do município para essa implementação”, pontua.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120783 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.