Câmara Municipal de Feira de Santana aprova Projeto de Lei que institui a Política Municipal de Gestão de Tecnologia de Informação e Comunicação e rejeita Requerimento

Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana.
Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana.
Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana.
Plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana.

PL institui a Política Municipal de Gestão de Tecnologia de Informação e Comunicação

O Projeto de Lei de nº 041/19, de autoria do Poder Executivo, que institui a Política Municipal de Gestão de Tecnologia de Informação e Comunicação e cria o Comitê de Tecnologia de Informação e Comunicação, foi aprovado, em primeira discussão e por unanimidade dos presentes, na sessão ordinária da Câmara Municipal de Feira de Santana, desta terça-feira (14/05/2019).

A Política Municipal de Gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação tem os seguintes objetivos: “promover a elevação de nível em tecnologia da informação e comunicação no âmbito da Administração Pública Municipal; permitir o planejamento, a organização, a integração e o monitoramento das ações, bem como o estabelecimento de padrões técnicos a serem implantados pelos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal; fomentar ações de modernização relativas ao uso geral e estratégico de tecnologia da informação e comunicação.

Também são objetivos da Política Municipal de Gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação: implantar modelos que gerenciem e integrem as bases de dados municipais e sistemas de informação e comunicação dos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal; promover o uso de novas tecnologias visando fomentar processos de inovação, em especial aqueles que propiciem melhoria, ampliação e democratização do acesso da população aos serviços oferecidos pela Administração Pública Municipal; além de promover a utilização de bens e serviços de tecnologia da informação e comunicação de forma racional, sob os aspectos orçamentário-financeiros, tecnológicos e socioambientais.

Ainda de acordo com a proposição, fica criado o Comitê de Tecnologia de Informação e Comunicação, com o objetivo de estabelecer as ações estratégicas de TIC — Tecnologia de Informação e Comunicação, no âmbito da Administração Pública Municipal, objetivando a promoção da cidadania digital, mediante a oferta de serviços eletrônicos e o atendimento rápido e conclusivo ao cidadão, com transparência de suas ações.

Câmara rejeita Requerimento solicitando informações sobre a situação do programa DST-AIDS no município

Câmara Municipal rejeitou, em votação única e por maioria dos presentes, o Requerimento de nº 095/19, de autoria do vereador Roberto Tourinho (PV), solicitando informações do prefeito Colbert Martins da Silva Filho sobre o atendimento de pacientes por meio do programa DST-AIDS. Votaram favoráveis à proposição, os vereadores Alberto Nery (PT), Zé Filé (PROS), Eremita Mota (PSDB), Luiz da Feira (PPL), Zé Curuca (DEM) e o autor da matéria.

No Requerimento, o edil deseja que o chefe do Executivo Municipal preste as seguintes informações:

“Quantos pacientes são atendidos no programa DST-AIDS?

Além de Feira de Santana, quais outros municípios são atendidos pelo Centro de Saúde Especializado com pacientes inscritos no DST-AIDS?

Quantos médicos infectologistas atualmente atendem no Centro de Saúde Especializado e o nome destes profissionais?

No ano de 2018, quantos médicos infectologistas estavam atendendo aos pacientes do programa DST-AIDS no Centro de Saúde Especializado de Feira de Santana? ”.

O líder governista, vereador Marcos Lima (Patriota), justificou a reprovação do Requerimento argumentando que a Comissão de Saúde da Casa da Cidadania buscará, junto à Secretaria Municipal de Saúde, todas as informações solicitadas no Requerimento.

No entanto, Marcos Lima antecipou algumas informações. Segundo o edil, 2.800 pacientes são atendidos pelo programa DST-AIDS, em Feira de Santana. Disse também que três dos cinco médicos infectologistas, que atendiam no município, pediram demissão. De acordo com o líder governista, há escassez desses profissionais para contratação.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108791 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]