Benjamin Netanyahu não forma governo e Israel terá novas eleições

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.
Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.
Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.
Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.

Quase dois meses depois das eleições gerais em Israel, o país terá que voltar às urnas. O Parlamento (Knesset) de Israel aprovou nesta quarta-feira (29/05/02019) sua própria dissolução e a convocação de um novo pleito devido ao fracasso do primeiro-ministro encarregado Benjamin Netanyahu de formar um novo governo.

Netanyahu tinha vencido as eleições de abril e foi encarregado pelo presidente Reuven Rivlin de formar um governo. No entanto, Netanyahu perdeu o apoio do partido nacionalista Yisrael Beitenu, que integraria a coalizão governista liderada pelo Likud.

Dessa maneira, das 65 cadeiras necessárias para formar o governo, Netanyahu ficou com 60, um a menos da maioria absoluta no Parlamento. O Knesset aprovou por 74 votos a 45 a dissolução de sua atual, em uma votação realizada assim que esgotou o prazo para que Netanyahu conseguisse um acordo com outras bancadas. As novas eleições gerais foram marcadas para 17 de setembro.

*Com informações da Agência ANSA.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115055 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.