Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias de Feira de Santana recebem atualização para trabalho integrado

Prefeitura de Feira de Santana, através da Vigilância Epidemiológica, promoveu uma atualização de integração entre os Agentes Comunitários de Endemias.
Prefeitura de Feira de Santana, através da Vigilância Epidemiológica, promoveu uma atualização de integração entre os Agentes Comunitários de Endemias.
Prefeitura de Feira de Santana, através da Vigilância Epidemiológica, promoveu uma atualização de integração entre os Agentes Comunitários de Endemias.
Prefeitura de Feira de Santana, através da Vigilância Epidemiológica, promoveu uma atualização de integração entre os Agentes Comunitários de Endemias.

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Vigilância Epidemiológica (VIEP), promoveu uma atualização de integração entre os Agentes Comunitários de Endemias (ACE) e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) na Unidade de Saúde Olegário Santos Souza, no Sítio Matias.

De acordo com as diretrizes nacionais para a prevenção e controle de epidemias da dengue do Ministério da Saúde, é necessário buscar a articulação sistemática da vigilância epidemiológica e entomológica com a atenção básica, integrando suas atividades de maneira a potencializar o trabalho e evitar a duplicidade das ações, considerando especialmente o trabalho desenvolvido pelos ACS e pelos ACE.

O objetivo do Governo do prefeito Colbert Martins Filho é alcançar através dos Agentes Comunitários de Saúde uma abrangência maior na procura dos focos nas residências para eliminar possíveis criadouros do mosquito aedes aegypti.

Para a primeira etapa de atualização dos profissionais, foram priorizados os 20 bairros que estão com altos índices de notificação da dengue. Posteriormente serão alcançadas outras localidades.

Durante a reunião, a bióloga e capacitadora Sinthya Sacramento, esclareceu as novas atividades das ACS que estarão realizando a fricção mecânica ao identificar focos do mosquito Aedes aegypt e caso encontrem grandes criadouros, terão a responsabilidade de sinalizar ao agente de endemias a área que deve ser trabalhada.

“Os ACS não irão aplicar nenhum larvicida ou quaisquer venenos contra o mosquito. Esse trabalho integrado vem para abranger uma maior área”, ressalta Sinthya Sacramento.

Para evitar o agravamento da dengue, as unidades de saúde estão sendo orientadas a criar o “cantinho da hidratação”, que dispõe água para os usuários SUS. “A hidratação é muito importante para evitar o agravamento da doença que pode causar a morte. Devemos estimular a hidratação e a procura pela assistência médica nos primeiros sintomas”, explica Sinthya Sacramento.

A secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, ressalta que a população deve permitir a entrada dos profissionais fardados e identificados como Agente Comunitário de Saúde e Agente de Controle de Endemias para realizar o trabalho. “No controle a esta epidemia, contamos com a colaboração de todos”, enfatiza.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112712 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]