Vereador volta a criticar administração municipal de Feira de Santana; Líder governista rebate denúncias feitas por José Menezes

José Menezes (Zé Filé): quero lamentar essa administração que temos na cidade, são mais de 20 anos que deixam a desejar.
José Menezes (Zé Filé): quero lamentar essa administração que temos na cidade, são mais de 20 anos que deixam a desejar.
José Menezes (Zé Filé): quero lamentar essa administração que temos na cidade, são mais de 20 anos que deixam a desejar.
José Menezes (Zé Filé): quero lamentar essa administração que temos na cidade, são mais de 20 anos que deixam a desejar.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta quarta-feira (03/04/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) voltou a criticar a administração municipal e levou a denúncia de que 90% das escolas municipais estão sem merenda escolar.

“Quero lamentar essa administração que temos na cidade, são mais de 20 anos que deixam a desejar. As obras do Município são uma lástima. No dia 11 de julho de 2018 fiz uma indicação de autorização de operação tapa buraco na Rua B, caminho F14, do bairro Feira X, pois é frequente as reclamações dos moradores reclamam a tempos. Aliás, os caminhos do Feira X estão destruídos. Mas, é essas a administração que tempos. O Feira X está uma bagunça, está abandonado pelo Município”, pontuou Filé.

E continuou. “Achei que com esse novo prefeito, a administração poderia chegar ao Feira X, à Gabriela e outros. Os bairros da cidade estão destruídos e dizem que é por causa da chuva. Infelizmente, não podemos fazer outra coisa que não indicações ao Município e essa para o bairro Feira X, já vai completar um ano. Se a Prefeitura não fizer nada, vou trazer um bolo para cantar parabéns de um ano dos buracos da Rua B do Feira X”, prometeu.

Para o edil, o empréstimo de R$ 100 milhões feito pela Prefeitura deve ser utilizado para recuperar o piso da cidade. “ A Câmara autorizou o empréstimo de R$ 100 milhões. Porque a Prefeitura não usa esse recurso para tapar os buracos das ruas. Ao invés disso, eles usam o asfalto sonrisal, tapa hoje, está esburacada amanhã. As eleições estão se aproximando e escolham bem seus representantes, para que não passemos mais quatro anos com a cidade descendo ladeira a baixo”, aconselhou.

E denunciou falta de merenda escolar em escolas municipais. “O Governo que aí está só pensa nele, não se importa com o povo, que está sofrendo. Está faltando médicos e remédios nas policlínicas; nas escolas não tem merenda. A tristeza é essa, se existe merenda manda o fiscal procurar saber para aonde está indo. Os alunos não estão comendo e a merenda está sumindo. Se pagaram pela merenda, não está chegando aos colégios. Se ela está chegando e está indo embora, quem está desviando a merenda?”, questionou.

Em aparte, o vice-líder governista Carlito do Peixe (DEM), não reconhece a denúncia feita pelo colega. “Quantas escolas estão sem merenda? Vamos agora visitar essas escolas, pois ontem na creche do bairro Irmã Dulce disseram que não tinha merenda, na mesma hora fui lá e tinha merenda. Por isso desafio: vamos agora visitar essas escolas”, convidou. Em resposta, o vereador Zé Filé disse que ligaria para quantas escolas fosse necessário para confirmar sua denúncia. “Está faltando merenda sim”, garantiu.

Para Marcos Lima, denúncia de José Menezes é ‘fake news’

Líder governista, edil Marcos Lima (PRP) defendeu o Governo Municipal das críticas e denúncias feitas pelo vereador Zé Filé (PROS).

“Não posso aceitar que o colega traga ‘fake news’ para esta tribuna. Dizer que 90% das escolas estão sem merenda não é verdade. Traga nomes, diga as escolas que faltam merenda’, pediu Marcos Lima.

Em aparte, o vereador Gilmar Amorim (PSDC) pediu a Zé Filé que à tarde vá com ele e demais vereadores visitar as escolas. “Vamos visitar essas escolas que Vossa Excelência disse que estão sem merenda. Peço que a Comissão de Educação averigue a denúncia feita pelo colega, pois compreendo ser grave”, disse.

Também em aparte, o edil Cadmiel Pereira (PSC) lembrou a função do vereador. “O papel do vereador é fiscalizar e temos que ter cuidado com que falamos. Não podemos trazer para esta Casa discurso vazio. É preciso dizer o quê, quem, onde e quando. Se quiser que a situação seja resolvida precisa dar nomes, para que assim as providências sejam adotadas”, pediu.

Ainda participando do debate, o vereador Fabiano da Van (PPS) garantiu que em Humildes não há problemas de falta de merenda escolar. “ Acredito que o colega não esteja falando a verdade. Ontem, estive em Jaguara e ouvi de alunos e professores que a merenda está normal”, afirmou. Na mesma linha seguiu o edil João dos Santos, Bililiu (PPS). “Foi uma colocação infeliz. Foi mal informado e pegou o bonde andando. Quero dizer a ele que, nem tudo que reluz é ouro”, disse, se dirigindo a Zé Filé.

De volta com a palavra, Marcos Lima reforça a ideia que a informação do oposicionista seja uma “fake news”. “Acredito que Zé Filé trouxe uma ‘fake News’ e não podemos agir dessa maneira. É preciso trazer informações corretas e verdadeiras. Não pode ainda dar entrevistas com essas informações. Há pouco concedeu entrevista culpando o prefeito pelas chuvas que caíram na cidade, não pode fazer discursos voltados para o pessoal. Fica aqui nosso repúdio ao vereador por não trazer informações verídicas. Passa a impressão de que não quer ver o avanço da nossa cidade. Precisamos somar e nos unir em prol do crescimento de Feira de Santana”, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110960 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]