Vereador critica estrutura para combate à dengue em Feira de Santana

Roberto Tourinho: um dos primeiros atos que fiz este ano na Casa foi apresentar um requerimento pedindo informações sobre os altos números de registros de dengue em Feira de Santana.
Roberto Tourinho: um dos primeiros atos que fiz este ano na Casa foi apresentar um requerimento pedindo informações sobre os altos números de registros de dengue em Feira de Santana.
Roberto Tourinho: um dos primeiros atos que fiz este ano na Casa foi apresentar um requerimento pedindo informações sobre os altos números de registros de dengue em Feira de Santana.
Roberto Tourinho: um dos primeiros atos que fiz este ano na Casa foi apresentar um requerimento pedindo informações sobre os altos números de registros de dengue em Feira de Santana.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (09/04/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Roberto Tourinho (PV) levou ao conhecimento dos presentes na sessão números alarmantes em relação aos casos de dengue na cidade. O vereador também teceu críticas à estrutura da Secretaria de Saúde no combate à proliferação da doença.

“Um dos primeiros atos que fiz este ano na Casa foi apresentar um requerimento pedindo informações sobre os altos números de registros de dengue em Feira de Santana. Em fevereiro deste ano, Feira já era campeã com o registro de 104 casos de dengue e esta Casa rejeitou o requerimento. Dia 30 de março, Jornal Folha do Estado fez uma matéria informando que, nos três primeiros meses, os casos de dengue eram mais de 3000. Já foram registrados quatro casos de morte na cidade, 228% maior comparando com o ano de 2018, apenas nos três primeiros meses”, pontuou Tourinho.

E continuou. “O que estamos ouvindo por parte da secretária Municipal de Saúde é muita conversinha e pouca prática no combate à dengue. Então, fomos fazer um levantamento e trouxemos os números: segundo a Vigilância Epidemiológica, existe mais de 377 mil imóveis na cidade, sem dúvida os números são maiores. Pedi o número de agentes de endemias e há no campo apenas 192 agentes’, relatou.

E revelou mais dados. “Em 1997, Feira de Santana tinha 270 agentes de endemias; hoje, em 2019, há apenas 192 em campo. A cidade tem no total 380 agentes, mas apenas 192 estão nas ruas. O último ano que os agentes de endemias receberam farda foi em 2014. Como é que não querem que Feira de Santana tenha 3.832 casos de dengue? Ela é campeã de registro de dengues do Estado da Bahia e uma das maiores do Brasil em registros da doença. Nos distritos de Matinha, Maria Quitéria, Humildes, perguntem os registros de dengue. No bairro Viveiros hoje, é raro uma casa onde um morador não teve a doença. Há um abandono na saúde”, afirmou.

Para Tourinho, os casos registrados é falta de responsabilidade do Município. “É de se assustar a irresponsabilidade deles em relação à dengue, mesmo o prefeito sendo médico e a secretária, enfermeira e dizendo que a dengue na cidade está controlada. Aqui estão os dados destas pessoas que estão cuidando da saúde da nossa cidade. A Secretaria de Saúde e estes departamentos que aí estão, não passam de cabides de emprego, é por isso que deu no que deu, quando pessoas foram presas por conta de corrupção das cooperativas”, lembrou.

Para finalizar, o edil garantiu que levará à tribuna uma grave denúncia contra o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. “Nesses próximos oito dias, no máximo 15 dias, estarei trazendo uma denúncia em relação a estas cooperativas, uma denúncia contra José Ronaldo, que Vossas Excelências vão ficar de boca aberta”, findou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116540 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.