Vereador critica atual situação das escolas estaduais de Feira de Santana

Marcos Lima: o Estado não se preocupa com a segurança e educação de Feira.
Marcos Lima: o Estado não se preocupa com a segurança e educação de Feira.
Marcos Lima: o Estado não se preocupa com a segurança e educação de Feira.
Marcos Lima: o Estado não se preocupa com a segurança e educação de Feira.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (17/04/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o líder do Governo na Casa, vereador Marcos Lima (PRP), repercutiu uma matéria publicada no Jornal Folha do Estado, que relata a atual situação das escolas estaduais de Feira de Santana.

“Não poderia me calar em relação à notícia publicada no Jornal Folha do Estado, intitulada ‘Escolas estaduais vivem em completo abandono; estudantes pedem socorro’, onde destaca o descaso do Governo para com a educação de Feira de Santana. O governador não tem visitado as escolas de Feira, porque se fizesse iria se assustar, pois estão abandonadas. O Estado não se preocupa com a segurança e educação de Feira. Vejam o que se transformou a Uefs no Governo do PT, está capengando, acabou com o ensino superior da cidade”, pontuou Marcos Lima.

Segundo o líder, quando criança ouvia grande elogios em relação à Uefs. “Quando criança, me lembro que quem estudava na Uefs tinha o futuro garantido, pois tinha os melhores cursos. O de Odontologia, por exemplo, era o melhor da Bahia. E hoje, a Uefs está jogada às traças, os recursos destinados pelo Estado caem a cada ano. Se o governador não está se preocupando com o ensino superior, não vai se preocupar com o ensino médio”, concluiu.

Em aparte, o edil Cadmiel Pereira (PSC) lembrou que há 20 anos entrou na Uefs e nunca viu tão boa referência acadêmica. “A UNEB parou, a UESC parou; as universidades estaduais estão em ruínas. Peço resposta do deputado Zé Neto pelo que está acontecendo em Feira de Santana”, pediu.

De volta com a palavra, o líder governista afirmou que com o passar dos dias cai o interesse dos estudantes em ingressarem na Uefs. “Porque um curso que é para ser concluído em quatro anos, os alunos passam oito por conta das greves. Sem contar com a falta de segurança pública, nossa cidade está entre as mais violentas do Brasil. O Estado não está preocupado com Feira de Santana. A segurança e educação de Feira estão jogadas às traças. Zé Filé, leve uma cópia do Jornal Folha do Estado para o governador, marque uma audiência para mostrar a ele o que está acontecendo na nossa cidade”, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109952 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]