Ministério Público apresenta em entrevista coletiva ações para Micareta 2019 de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Ministério Público Estadual denuncia 17 vereadores de Camaçari por peculato e pede prisão de presidente da Câmara.
Ministério Público Estadual denuncia 17 vereadores de Camaçari por peculato e pede prisão de presidente da Câmara.

O Ministério Público do Estado da Bahia apresenta nesta quarta-feira (23/04/2019), às 14 horas, na sede da Promotoria de Justiça de Feira de Santana, o projeto para atuação da instituição durante a “Micareta de Feira 2019”, que será realizada este ano entre os dias 25 e 28 deste mês. O Plantão Integrado será apresentado pela coordenadora do projeto, promotora de Justiça Dila Mara Freire Neves. Durante a festa, a equipe do MP atuará no circuito oficial, na Avenida Maria Quitéria, onde um caminhão da instituição ficará estacionado em frente ao Colégio Estadual de Feira de Santana, funcionando das 10h às 22h. Um posto fixo funcionará na sede da Promotoria, na Rua Miranda, 655, no bairro da Mangabeira. O telefone 08006424577 estará à disposição da população para receber denúncias de irregularidades durante a festa.

O objetivo do plantão da Micareta é coibir casos de violência contra a mulher e população LGBT, racismo, injúria e discriminação racial, intolerância religiosa, violação de direitos de crianças e adolescentes e promover a proteção da saúde, do meio ambiente, consumidor, entre outros. Os promotores de Justiça realizarão visitas institucionais e técnicas a postos de saúde, centros de acolhimento de crianças, conselho tutelar, postos policiais integrados, centrais de coleta seletiva de resíduos sólidos, dentre outros espaços. Além disso, os integrantes do Ministério Público distribuirão materiais educativos e adotarão providências como expedição de ofícios e recomendações, reuniões institucionais visando à solução ou encaminhamento de demandas detectadas durante as visitas.

Sobre Carlos Augusto 9665 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).