IBGE: De janeiro para fevereiro de 2019, indústria da Bahia obteve maior crescimento do país

Tabela do IBGE apresenta dados de janeiro para fevereiro de 2019 da indústria da Bahia.
Tabela do IBGE apresenta dados de janeiro para fevereiro de 2019 da indústria da Bahia.
Tabela do IBGE apresenta dados de janeiro para fevereiro de 2019 da indústria da Bahia.
Tabela do IBGE apresenta dados de janeiro para fevereiro de 2019 da indústria da Bahia.

Em fevereiro de 2019, a produção industrial da Bahia cresceu 6,5% frente ao mês anterior, descontados os efeitos sazonais. Foi o primeiro aumento da atividade fabril no estado, nessa comparação, após três recuos seguidos e eliminou a perda de 5,5% acumulada entre novembro de 2018 e janeiro de 2019.

Nesse confronto, a indústria da Bahia teve o melhor resultado dentre as 15 áreas pesquisadas pelo IBGE. O desempenho foi ainda significativamente superior ao da indústria do país como um todo (0,7%). De janeiro para fevereiro, a produção industrial cresceu em 9 dos 15 locais investigados. Goiás (-2,6%), Minas Gerais (-4,7%) e Espírito Santo (-9,7%) tiveram as maiores quedas.

Frente a fevereiro de 2018, a produção industrial baiana também cresceu (2,5%), após ter recuado em janeiro (-5,7%). Nessa comparação, o desempenho do estado ficou um pouco acima da média nacional (2,0%) e acompanhou o movimento de avanço verificado em 10 dos 15 locais pesquisados, com destaques para Pará (12,7%), Paraná (10,8%) e Ceará (8,2%).

Apesar dos resultados positivos do mês, a produção industrial na Bahia se mantém no negativo tanto no acumulado em 2019 (-1,8%) quanto nos 12 meses encerrados em fevereiro (-0,2%). Ambos os resultados estão aquém da média nacional (-0,2% e 0,5%, respectivamente), embora mostrem desaceleração no ritmo de queda em relação a janeiro.

Aumento da produção industrial baiana em fevereiro tem forte influência dos setores de veículos (+14,7%) e metalurgia (+30,6%)

O avanço de 2,5% na produção industrial da Bahia, na comparação com fevereiro de 2018, foi resultado dos desempenhos positivos tanto na indústria extrativa (12,9%) quanto na de transformação (2,0%).

Das 11 atividades da indústria de transformação pesquisadas separadamente no estado, 5 tiveram crescimento de produção. Os destaques, em termos de magnitude do aumento, foram para metalurgia (30,6%), fabricação de produtos de minerais não-metálicos (26,6%) e fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias (14,7%).

Entretanto, por seu peso na estrutura da indústria no estado, o segmento automobilístico e a metalurgia foram, nessa ordem, as principais influências positivas no resultado de fevereiro.

A fabricação de veículos teve seu primeiro resultado positivo na Bahia depois de cinco quedas sucessivas (desde setembro de 2018). Já a produção da metalurgia voltou a crescer após ter recuado em janeiro (-11,3%).

Por outro lado, das seis atividades que tiveram quedas de produção em fevereiro, frente ao mesmo mês de 2018, as influências mais fortes vieram, respectivamente, da fabricação de celulose, papel e produtos de papel (-22,7%, a maior retração) e da fabricação de outros produtos químicos (-6,4%). Ambos os segmentos mostraram o quarto recuo consecutivo.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120624 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.