China denuncia protecionismo em crítica à política comercial dos EUA

Chen Yulu, vice-diretor do Banco do Povo da China.

Chen Yulu, vice-diretor do Banco do Povo da China.

O protecionismo tem prejudicado a confiança mútua entre países e limitado o escopo da cooperação multilateral, disse o vice-diretor do banco central chinês neste sábado (13/04/2019), numa crítica à política comercial de “America First” promovida pelo governo de Donald Trump.

Chen Yulu, um dos vice-diretores do Banco do Povo da China, pediu ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que continue a apoiar um sistema de comércio multilateral baseado em regras predefinidas, uma vez que as tarifas desempenham “somente um papel limitado” em corrigir desequilíbrios comerciais bilaterais.

“O protecionismo de alguns países têm prejudicado a confiança mútua entre os países, limitado o escopo para cooperação multilateral e impedido a disposição para alcançá-la”, disse Chen em um comunicado ao comitê gestor do FMI durante reuniões preliminares em Washington.

“Unilateralismo e protecionismo podem somente exacerbar os desequilíbrios domésticos e enfraquecer os ajustes estruturais necessários, o que pode afetar negativamente os países envolvidos e o crescimento global”, disse ele.

Chen também disse que a China vai continuar a implementar uma “política monetária prudente e política fiscal proativa” para garantir que seu crescimento econômico se manterá estável.

As declarações ocorrem num momento em que Pequim e Washington buscam um acordo para encerrar uma guerra comercial marcada pela tarifação recíproca e que tem custado bilhões de dólares às duas maiores economias do mundo, interrompido linhas de produção e agitado os mercados financeiros.

*Por Leika Kihara, da Agência Reuters.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]