24 entidades culturais de matriz africana se credenciaram para Projeto Pérola Negra da Micareta de Feira de Santana

24 as entidades de matriz africana têm atividades na área cultural, que se credenciaram ao Projeto Pérola Negra.
24 as entidades de matriz africana têm atividades na área cultural, que se credenciaram ao Projeto Pérola Negra.
24 as entidades de matriz africana têm atividades na área cultural, que se credenciaram ao Projeto Pérola Negra.
24 as entidades de matriz africana têm atividades na área cultural, que se credenciaram ao Projeto Pérola Negra.

São 24 as entidades de matriz africana, sem fins lucrativos e que têm atividades na área cultural, que se credenciaram ao Projeto Pérola Negra, junto à Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Feira de Santana, e vão receber recursos para serem aplicados na compra do material que será usado nos seus desfiles.

Puderam se credenciar entidades nas categorias afro, afoxé, samba e reggae, escola de samba e grupo de capoeira. Pérola Negra é a nova nomenclatura do Quilombola. Os desfiles acontecerão no Circuito Maneca Ferreira, à altura da Norauto.

Metade dos valores será creditada pela Prefeitura de Feira de Santana diretamente nas contas bancárias de cada uma das entidades credenciadas – a outra será paga depois da Micareta, após a entrega do Relatório de Execução do Serviço e comprovação de cumprimento das normas do edital.

Será aplicada uma multa de 10% no valor do contrato para atrasos superiores a 30 minutos. Já a entidade que não desfilar, não receberá a segunda parcela, vai devolver os 50% recebidos e não poderá se credenciar para a Micareta do próximo ano.

A ativista dos direitos dos negros e outras minorias, Lourdes Santana, que preside o Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento de Comunidades Negras e Indígenas, elogiou a iniciativa do Governo do prefeito Colbert Martins Filho em antecipar metade dos recursos destinados às entidades.

“É um fato inédito que favorece a todos os grupos que participarão da festa. Com recursos em mãos todos poderão fazer o melhor nas suas apresentações”, afirmou Lourdes Santana. O valor global que será aplicado é de R$ 230.360.

As escolas de samba receberão R$ 8 mil, blocos afro e afoxés, R$ 7 mil e bloco de capoeira R$ 4 mil. Outros R$ 10.500 serão divididos entre os campeões – R$ 6 mil, e vice-campeões – R$ 4,5 mil – de cada categoria.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116758 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.