Vereador critica cobrança de estacionamento no Centro de Abastecimento de Feira de Santana

João dos Santos (João Bililiu): quem precisa ir à ceasa não tem lugar para estacionar, a não ser pago.
João dos Santos (João Bililiu): quem precisa ir à ceasa não tem lugar para estacionar, a não ser pago.
João dos Santos (João Bililiu): quem precisa ir à ceasa não tem lugar para estacionar, a não ser pago.
João dos Santos (João Bililiu): quem precisa ir à ceasa não tem lugar para estacionar, a não ser pago.

Na sessão ordinária desta terça-feira (19/03/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil João dos Santos (João Bililiu, PPS) voltou a criticar a cobrança de estacionamento no Centro de Abastecimento, solicitou a formação de uma comissão de vereadores para buscar informações sobre a arrecadação de valores e pediu ao secretário de Desenvolvimento Urbano, Antônio Carlos Borges Júnior, que adote providencia em relação à cobrança.

“Venho a esta tribuna, mais uma vez, falar de um ato que está acontecendo no Centro de Abastecimento. Ato este que acho que o gestor municipal ou gestor do local não estão se importando, mas muitos amigos meus estão reclamando. Quem precisa ir à ceasa não tem lugar para estacionar, a não ser pago. Está existindo uma cobrança arbitrária pelo estacionamento daquele local, que varia de R$ 5 a R$ 20. Tenho certeza que o prefeito está a par disso, o que está deixando o povo chateado”, pontuou Bililiu.

E continuou. “Para os caminhões que abastecem os comércios entrarem, é preciso pagar um boleto e aos clientes é cobrado o pagamento em espécie. Gostaria que o prefeito dissesse quem é o responsável por esta cobrança e para onde estão indo os recursos arrecadados”, pediu.

Em aparte, o edil Zé Filé (PROS) lembrou que o entreposto comercial é local público e que não deve ser cobrado estacionamento. “Isso não pode acontecer. É um descaso com quem precisa estacionar seus veículos. São clientes que precisam pagar para movimentar o local e não se sabe para onde vão os valores arrecadados”, observou.

De volta com a palavra, Bililiu disse acreditar que todos os vereadores têm eleitores no Centro de Abastecimento e por isso não podem deixar que eles sejam prejudicados por quem faz da área pública um comércio particular. “O secretário Borges Júnior e o diretor do C.A, Delormes, devem tomar providências. Aquele local ainda é um dos maiores entrepostos comerciais da nossa região e tantos os comerciantes, quanto os clientes, devem ser respeitados. Vou continuar fazendo o meu papel de vereador, que é fiscalizar”, disse.

Para finalizar, o vereador pediu aos colegas que formem uma comissão para que possam ir ao Centro de Abastecimento apurar o destino da arrecadação do estacionamento. “Alguém, que não são os comerciantes e clientes, está sendo beneficiado. O povo não pode sofrer mais do que está sofrendo, já basta a carga tributária alta no nosso país. O feijão está caro, mas se o comerciante precisa pagar estacionamento, vai aumentar mais um pouco o preço do produto’, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109913 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]