Setor de serviços da Bahia cresce 3,7% de dezembro de 2018 para janeiro de 2019

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Tabelas informam índice e variação da receita nominal e do volume das atividades turísticas e serviços, referente ao mês de janeiro de 2019.
Tabelas informam índice e variação da receita nominal e do volume das atividades turísticas e serviços, referente ao mês de janeiro de 2019.
Tabelas informam índice e variação da receita nominal e do volume das atividades turísticas e serviços, referente ao mês de janeiro de 2019.
Tabelas informam índice e variação da receita nominal e do volume das atividades turísticas e serviços, referente ao mês de janeiro de 2019.

O volume do setor de serviços na Bahia cresceu 3,7% em janeiro de 2019, frente a dezembro de 2018, na série com ajuste sazonal. Assim, recuperou parcialmente a queda de 5,1% acumulada entre setembro e dezembro do ano passado.

Nessa comparação, o desempenho dos serviços no estado foi bastante superior à média nacional (-0,3%) e acompanhou o movimento de avanço verificado em 12 dos 27 estados. Frente a dezembro, o setor teve seus melhores resultados em Mato Grosso (9,9%), Ceará (8,1%) e Maranhão (5,4%). Por outro lado, Piauí (-3,5%), Tocantins (-4,6%) e Acre (-9,6%) tiveram os recuos mais expressivos.

Apesar do bom desempenho frente a dezembro, janeiro de 2019 foi pior para o setor de serviços da Bahia do que janeiro de 2018, com queda no volume, nessa comparação (-3,0%).

Nesse confronto, o desempenho dos serviços baianos (-3,0%) ficou ainda bem abaixo da média nacional (2,1%). Frente a janeiro de 2018, o setor teve resultados negativos em 10 dos 27 estados, com as maiores quedas verificadas no Ceará (-6,8%), Amapá (-10,8%) e Acre (-11,6%). No outro extremo, os melhores desempenhos do setor ocorreram em Roraima (10,2%), Distrito Federal (7,4%) e Maranhão (5,7%).

Assim, nos 12 meses encerrados em janeiro os serviços seguem acumulando resultado negativo na Bahia (-3,2%), diferentemente do país como um todo, onde se verifica uma variação positiva nesse indicador (0,3%).

Nessa comparação, só cinco estados apresentam avanços, com destaque para Distrito Federal (2,7%), São Paulo (2,5%) e Santa Catarina (2,1%). Os recuos mais profundos estão em Tocantins (-6,9%), Ceará (-7,1%) e Amapá (-7,5%).

Todos os cinco grupos de atividades de serviços têm queda na Bahia, em janeiro/19 frente a janeiro/18

O recuo no volume do setor de serviços baiano em janeiro, frente ao mesmo mês de 2018 (-3,0%) foi resultado de quedas ocorridas em todos os cinco grupos de atividades investigados pelo IBGE. A última vez que a retração havia atingido todos os grupos havia sido em março de 2017.

Com os dois maiores recuos, os serviços de informação e comunicação (-6,3%) e os serviços prestados às famílias (-5,2%) foram também os que mais contribuíram para a queda do setor como um todo.

O segmento de informação e comunicação fechou 2018 como a principal influência negativa dos serviços baianos e apresenta retrações seguidas há um ano e meio, desde julho de 2017.  Já os serviços prestados às famílias tiveram a primeira queda de volume depois de terem crescido, mês a mês, durante todo o segundo semestre de 2018.

Serviços ligados ao turismo na Bahia têm quedas tanto frente a dezembro (-2,1%) quanto na comparação com janeiro de 2018 (-4,4%)

Em janeiro, as atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia caíram tanto em relação a dezembro (-2,1%), na série com ajuste sazonal, quanto frente a janeiro de 2018 (-4,4%).

Ambos os resultados ficaram significativamente abaixo da média nacional. No Brasil como um todo, as atividades de serviços ligadas ao turismo cresceram 3,2% entre dezembro e janeiro deste ano e 3,8% na comparação com janeiro de 2018.

O desempenho do turismo baiano em janeiro foi também o terceiro pior dentre os 12 estados onde esse grupo de atividade é investigado separadamente, tanto na comparação com dezembro quanto frente ao mesmo mês do ano passado.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, foi o pior janeiro para as atividades ligadas ao turismo no estado desde 2012, quando a queda havia disso de -5,1%. Além disso, foi o pior desempenho dentre os estados do Nordeste que são pesquisados. O Ceará apresentou o segundo maio crescimento do turismo entre janeiro 19 e janeiro 18 (8,8%); Pernambuco ficou em quarto lugar (1,9%).

Com esse resultado, nos 12 meses encerrados em janeiro, os serviços relacionados ao turismo na Bahia acumulam retração de -2,3%, também a terceira mais intensa, acima apenas das quedas no Rio de Janeiro (-2,6%) e Paraná (-6,3%). Para o Brasil como um todo, há um crescimento de 2,3% nesse indicador.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113755 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]