Salvador: Espetáculo ‘Sobejo’ em cartaz na Casa d’A Outra; solo retrata vida de Georgina Serrat, personagem fictícia, violentada pelo marido

Cena do espetáculo 'Sobejo'.
Cena do espetáculo 'Sobejo'.
Cena do espetáculo 'Sobejo'.
Cena do espetáculo ‘Sobejo’.

Apenas na primeira semana de 2019, a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas e de Periperi, em Salvador, receberam 175 mulheres registros de agressão. Este dado e outras situações de violência contra à mulher – muitas delas estupradas, espancadas e mortas – estão estampadas nas manchetes dos jornais.

Este é o cerne de Sobejo, solo com a atriz Eddy Veríssimo, indicada em 2016 ao Prêmio Braskem de Teatro, na categoria melhor atriz. A peça, escrita e dirigida pelo ator, dramaturgo, diretor, figurinista, e também integrante d’A Outra Companhia de Teatro, Luiz Buranga, será apresentada na Casa d’A Outra, dias 15, 22 e 29 de março, às 20 horash.

Sobejo retrata a biografia fictícia da personagem Georgina Serrat, uma dona de casa que depositou a fé e felicidade no casamento e tem seus sonhos frustrados pelas agressões do marido. Num misto de flashbacks e depoimentos, vemos uma mulher enclausurada em suas memórias, detalhando um cotidiano cruel e desenrolando uma teia que desemboca num final surpreendente.

Luiz Buranga, que tem mais de 20 anos de carreira no teatro, fala que a motivação para escrever o espetáculo surgiu a partir do contato com vítimas de violência doméstica. “O espetáculo toca numa ferida da sociedade coberta de gases e esparadrapos, sem cicatrização e que a cada dia sangra mais”, revela o autor e diretor.

Em Sobejo, Eddy Veríssimo embarca em seu primeiro espetáculo solo após integrar o elenco de diversas produções teatrais como Ruína de Anjos (2015), Remendo Remendó (2011), e Arlequim – servidor de dois patrões (2004), montagem de fundação d’A Outra Companhia e que lhe rendeu também a indicação ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria Melhor Atriz Coadjuvante.

A equipe do espetáculo conta com a direção de movimento de Anderson Danttas, que se vale da ressignificação de objetos para auxiliar a construção da dramaturgia corpórea da atriz. Esse é o mesmo caminho seguido por Israel Barreto, preparador corporal da montagem.

A trilha sonora é assinada por Roquildes Junior, que propõe o diálogo entre as referências musicais apresentadas na própria dramaturgia e uma textura urbana e ruidosa, sublinhando o impacto que os seguidos anos de violência causaram a personagem. O espetáculo estreou em 2016, ano em que se celebra os dez anos da Lei 11.340 (Lei Maria da Penha), criada para oferecer mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Agenda

O que: Espetáculo Sobejo – solo com Eddy Veríssimo

Quando: 15, 22 e 29 de março, às 20 horas

Onde: Casa d’A Outra

Endereço: Rua do Politeama de Cima, 114

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108787 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]