Prefeitura de Feira de Santana emite comunicado sobre mudanças na forma de escolha das bandas da Micareta 2019; Padrão adotado é o mesmo do Governo do Estado e da Prefeitura de Salvador

Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
Paço Maria Quitéria, sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Em comunicado emitido nesta quinta-feira (21/03/2019), a Prefeitura de Feira de Santana explicou os fatores que determinaram mudanças na forma de escolha das bandas da Micareta 2019. Segundo o governo municipal, o modelo que passa a adotar é “mais profissional, mais democrático e mais transparente, além de ser rigorosamente legal, seguindo o mesmo padrão da Bahiatursa, Governo do Estado e Prefeitura de Salvador”.

Nota Pública

1. A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer implantou o edital para a escolha de bandas para a Micareta 2019, porque este é o critério mais profissional, mais democrático e mais transparente, além de ser rigorosamente legal, seguindo o mesmo padrão da Bahiatursa, Governo do Estado e Prefeitura de Salvador. Além disso, a secretaria atendeu uma velha reivindicação de boa parte das bandas e artistas de Feira de Santana, que sempre cobraram critérios para a escolha das atrações da Micareta;

2. A documentação exigida no edital é comum, normal, não tem nada de extraordinária, é a mesma solicitada em editais que serviram de base para o de Feira de Santana;

3. Na primeira fase do Credenciamento, foram inscritas 127 bandas de vários municípios. Depois da checagem da documentação, 85 foram classificadas para a segunda fase. Uma Curadoria composta por três professores de Música, formados com Nível Superior, fizeram a audição dessas 85 bandas e deram notas em cinco quesitos que eles mesmos estabeleceram para classificar as atrações. A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer fez apenas a lista de classificados, levando em consideração a pontuação dada pela Curadoria.

4. O processo de seleção das bandas seguiu todo um rito administrativo e legal, com determinações da Controladoria Geral do Município e da Procuradoria Geral do Município. A Controladoria inclusive recomendou 26 ressalvas, ao analisar o Edital, e todas foram feitas, evidentemente antes da publicação;

5. A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer está em condições documentais de esclarecer quais os motivos que resultaram na inabilitação de algumas bandas. Houve, inclusive, oportunidade para recursos e uma parte foi deferida;

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110945 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]