Paulo Afonso: Operação Navalha na Carne é deflagrada pela Polícia Militar com objetivo de combater policiais corruptos; Ação foi autorizada pelo juiz Cláudio Pantoja Sobrinho

Relação do material apreendido durante a Operação ‘Navalha na Carne’.
Relação do material apreendido durante a Operação ‘Navalha na Carne’.
Relação do material apreendido durante a Operação ‘Navalha na Carne’.
Relação do material apreendido durante a Operação ‘Navalha na Carne’.

Nesta sexta-feira (22/03/2019), a Polícia Militar deflagrou a Operação ‘Navalha na Carne’ coma  finalidade de cumprir Mandados Prisão e de Busca e Apreensão de possíveis policiais corruptos, suspeitos de participarem da execução de colegas de farda em Paulo Afonso.

Os policiais militares do 20° BPM cumpriram os Mandados de Busca e Apreensão nas residências de dois Cabos da PMBA, na cidade de Paulo Afonso.  Em Abaré, eles foram cumpridos nos domicílios de um sargento da PMBA e do radialista ‘Léo Paraíso’. Os mandados foram solicitados pelo Ministério Público da Bahia (MPBA), através do promotor de Justiça Leonardo de Almeida Bitencourt, autorizados pelo juiz titular da Vara Criminal da Comarca de Chorrochó Cláudio Santos Pantoja Sobrinho, tendo como motivação a denúncia de que os militares estariam elaborando um plano para executar dois policiais da mesma unidade.

Em decorrência do significativo volume de materiais ilícitos apreendidos nas residências dos investigados, foi dada voz de prisão em flagrante aos três policiais militares. Eles foram conduzidos à delegacia para a adoção das medidas cabíveis.

AS ocorrências foram registradas na Delegacia de Abaré sob os n 065/19 e 066/19, e na Delegacia Territorial de Paulo Afonso sob o n 1040/19, e foram formalizados os respectivos flagrantes em desfavor dos policiais militares.

Relação do material apreendido durante a Operação ‘Navalha na Carne’

  • 02 espingardas calibre 12;
  • 01 espingarda de fabricação artesanal;
  • 03 pistolas calibre .40;
  • 01 revólver calibre .38;
  • 01 revólver calibre .22;
  • 35 munições calibre 12;
  • 168 munições calibre .40;
  • 65 munições calibre .380;
  • 03 munições calibre 9mm;
  • 03 munições calibre 7.62;
  • 06 cartuchos .32;
  • R$ 5.440,00 em espécie;
  • R$ 2.700,00 em cheques;
  • R$ 5.880,00 em promissórias;
  • Vários aparelhos celulares;
  • 04 pedras de crack;
  • 08 trouxinhas de cocaína;
  • 01 cigarro de maconha;
  • 01 veículo Fiat Palio, cor branca, que seria utilizado como parte do pagamento aos executores do crime;
  • 03 canivetes;
  • 03 balaclavas, além de fardamentos e acessórios militares.
Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9376 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).