ONU pede ajuda humanitária para Coreia do Norte

Construído em abril de 1972, o Grande Monumento da Colina Mansu (Mansudae) fica situado em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. A parte central do monumento tem duas estátuas de bronze dos líderes do país, Kim Il-Sung e Kim Jong-Il. No segundo plano fica o edifício do Museu da Revolução Coreana , exibindo um mural com uma cena no monte Paektu.
Construído em abril de 1972, o Grande Monumento da Colina Mansu (Mansudae) fica situado em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. A parte central do monumento tem duas estátuas de bronze dos líderes do país, Kim Il-Sung e Kim Jong-Il. No segundo plano fica o edifício do Museu da Revolução Coreana , exibindo um mural com uma cena no monte Paektu.
Construído em abril de 1972, o Grande Monumento da Colina Mansu (Mansudae) fica situado em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. A parte central do monumento tem duas estátuas de bronze dos líderes do país, Kim Il-Sung e Kim Jong-Il. No segundo plano fica o edifício do Museu da Revolução Coreana , exibindo um mural com uma cena no monte Paektu.
Construído em abril de 1972, o Grande Monumento da Colina Mansu (Mansudae) fica situado em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. A parte central do monumento tem duas estátuas de bronze dos líderes do país, Kim Il-Sung e Kim Jong-Il. No segundo plano fica o edifício do Museu da Revolução Coreana , exibindo um mural com uma cena no monte Paektu.

A Organização das Nações Unidas (ONU) está fazendo um alerta para a necessidade urgente de ajuda humanitária na Coreia do Norte. A ONU diz que US$ 120 milhões são necessários para salvar a vida de milhões de pessoas.

Segundo recente relatório, 11 milhões de norte-coreanos não têm acesso à alimentação saudável, água limpa e a outros serviços básicos.

O porta-voz da Secretaria-Geral, Stephane Dujarric, lembrou que muitas crianças estão desnutridas e podem morrer de doenças que têm tratamento.

Dujarric ressaltou que o plano de ajuda humanitária do ano passado só recebeu cerca de um quarto dos recursos necessários.

Ele afirmou que a situação da Coreia do Norte é desafiadora, e que é importante que a ajuda humanitária seja desvinculada da dinâmica política.

O relatório diz que a Coreia do Norte foi atingida duramente por desastres naturais e sofre com a falta de terra cultivável.

Os autores do documento ressaltam que as sanções da ONU contra os programas de armas de Pyongyang não deveriam afetar o trabalho humanitário, mas o fazem.

*Com informações da Agência Brasil.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]