Governo ainda não começou e Jair Bolsonaro está ‘brincando de presidir’, diz deputado Rodrigo Maia

Jair Bolsonaro, presidente da República.
Jair Bolsonaro, presidente da República. Governante apresenta senilidade no discurso ao defender regimes totalitários e na relação política como congressistas.
Jair Bolsonaro, presidente da República.
Jair Bolsonaro, presidente da República. Governante apresenta senilidade no discurso ao defender regimes totalitários e na relação política como congressistas.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (27/03/2019) que Bolsonaro está “brincando de presidir” o país e que o governo ainda não começou.

A declaração forte de Rodrigo Maia foi dada após Jair Bolsonaro ter dito que o o presidente da Câmara está “abalado” por questões pessoais em uma entrevista à TV Band.

“Abalados estão os brasileiros, que estão esperando desde 01 de janeiro de 2019 que o governo comece a funcionar. São 12 milhões de desempregados, 15 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha de pobreza, capacidade de investimento do Estado brasileiro diminuindo, 60 mil homicídios e o presidente brincando de presidir o Brasil”, declarou Rodrigo Maia.

Maia afirmou ainda que é preciso “parar de brincadeira” e que o “Brasil precisa de um governo funcionando”.

“Então, vamos parar de brincadeira e vamos tratar de forma séria. O Brasil precisa de um governo funcionando, a gente precisa que o governo do Bolsonaro dê certo. A gente precisa que o governo do Bolsonaro gere emprego, reduza o desemprego. Se a gente continuar perdendo tempo com essas discussões secundárias, nós vamos continuar colocando o Brasil andando para trás. Está na hora de o Brasil andar para a frente”, disse.

Ao saber da declaração de Maia, Bolsonaro rebateu o presidente da Câmara e disse que “não existe brincadeira”.

“Não existe brincadeira da minha parte, muito pelo contrário. Lamento palavras nesse sentido e quero acreditar que ele não tenha falado isso”, disse Bolsonaro após um evento com o governador de São Paulo João Doria (PSDB) na União Brasileiro-Israelita do Bem Estar Social (Unibes), na capital paulista.

“Olha, se foi isso mesmo que ele [Rodrigo Maia] falou eu lamento”, disse Bolsonaro. “Não é palavra de uma pessoa que conduz uma casa. Brincar? Se alguém quiser que eu faça o que os presidentes anteriores fizeram eu não vou fazer. Já dei o recado aqui. A nossa forma de governar é respeitando todo mundo, e acima de tudo, além de respeitar os colegas políticos, respeitar o povo brasileiro que me colocou lá.”

Troca de insultos entre Bolsonaro e Maia alimenta crise política

A troca de insultos entre o presidente Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, acirrou a crise entre os Poderes, que dificulta a tramitação da reforma da Previdência e de outros projetos do governo, como o pacote anticrime do ministro Moro. Em entrevista, Bolsonaro disse que Maia estaria “abalado com questões pessoais”. Maia reagiu afirmando que Bolsonaro estava “brincando de presidir o Brasil”, e o presidente respondeu: “Não é palavra de quem comanda uma Casa”.

Na quarta-feira (27/03/2019), a desarticulação política abriu flanco para que seis ministros fossem expostos às críticas de líderes partidários, na Câmara e no Senado, onde Paulo Guedes, da Economia, enfrentou cinco horas de questionamentos. Ele afirmou que pode sair se sua agenda não passar, mas não na primeira derrota. Os deputados ameaçam mudar a medida provisória da reforma que instituiu 22 ministérios. O líder do PSL no Senado, Major Olímpio, lamentou: “Estamos numa guerra sem logística e sem munição”.

*Com informações do DW, Reuters e RFI.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108296 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]