Governadores do Nordeste se unem pelo desenvolvimento e direitos sociais e fundam Consórcio Nordeste

Carta de criação do Consórcio Nordeste assinada pelos governadores da região.
Carta de criação do Consórcio Nordeste assinada pelos governadores da região.
Carta de criação do Consórcio Nordeste assinada pelos governadores da região.
Carta de criação do Consórcio Nordeste assinada pelos governadores da região.

Os governadores dos nove estados do Nordeste se reuniram, nesta quinta-feira (14/03/2019), para criar o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), que vai combater medidas como a facilitação no acesso a armas e projetos que retirem recursos da saúde, educação e assistência social.

O documento foi assinado pelos governadores do Maranhão, o anfitrião Flávio Dino (PCdoB), Piauí, Wellington Dias (PT), Ceará, Camilo Santana (PT), Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), Paraíba, João Azevedo (PSB), Sergipe, Belivaldo Chagas (PDT), Bahia, Rui Costa (PT), e pelo vice de Alagoas, Luciano Barbosa (MDB).

O Consórcio, que tem como meta o fortalecimento regional e a proteção dos direitos sociais, promoverá o diálogo permanente com os 153 deputados e 27 senadores, representantes da população desses estados.

Para os governadores do Nordeste, é necessária uma análise na Previdência, mas não é aceitável uma proposta de reforma que atinga os mais pobres, trabalhadores rurais e pessoas com deficiência.

Consórcio Nordeste

A criação do Consórcio Nordeste prevê a parceria conjunta dos nove estados do Nordeste em dez pontos. O acordo permitirá, por exemplo, o intercâmbio de estudantes, apoio na segurança pública dos estados, parceria em obras de infraestrutura e a realização de compras conjuntas, buscando a diminuir o preço de produtos e serviços. Conforme observa-se a seguir:

  • Mais economia: compra conjunta de produtos ou serviços contratados entre os estados;
  • Cooperação: busca tornar o processo de cooperação interestadual mais eficiente, principalmente na ajuda de um estado para outro em casos de emergência, por exemplo;
  • Vender mais: juntos, os nove estados vão poder melhorar as condições de exportação dos produtos produzidos;
  • Força política: o consórcio representa busca maior peso nas decisões nacionais;
  • Atrair investidores: a união dos estados vai poder definir linhas de atuação conjuntas para atrair mais investidores;
  • Intercâmbio estudantil e profissional: devem ser feitas parcerias e ações entre os estados na área de educação;
  • Projetos conjuntos: o consórcio vai integrar a infraestrutura dos nove estados e a iniciativa busca utilizar os recursos públicos da melhor forma possível;
  • Troca de tecnologia e conhecimento: a união vai permitir a circulação, troca de informações, conhecimento e tecnologia entre os estados, de maneira acelerada;
  • Criação de fundos: o consórcio poderá criar diversos tipos de fundos para facilitar financiamentos e obtenção de recursos; e
  • Parques industriais e polos tecnológicos: a união vai permitir a reunião de indústrias e empresas para reduzir custos e incentivar a geração de emprego.
Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108168 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]