FECOMERCIO estima em R$ 45 milhões prejuízo com chuva em São Paulo; Rodovias foram afetadas

Chuva intensa provoca alagamento na Rua 25 de Março, região central de São Paulo, em 11 de março de 2019.
Chuva intensa provoca alagamento na Rua 25 de Março, região central de São Paulo.
Chuva intensa provoca alagamento na Rua 25 de Março, região central de São Paulo, em 11 de março de 2019.
Chuva intensa provoca alagamento na Rua 25 de Março, região central de São Paulo.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) estimou em R$ 45 milhões os prejuízos ao comércio causados pelas chuvas e alagamentos que atingiram a capital paulista e a região do ABC Paulista. O cálculo da entidade considera apenas o impacto sofrido pelo comércio nesta segunda-feira (11/03/2019).

De acordo com a FecomercioSP, o valor representa 0,2% do faturamento total do mês de março nas regiões do ABC e da capital paulista. Segundo a entidade, os setores mais afetados são aqueles suscetíveis a compras não programadas, como supermercados, farmácias e lojas de roupas, além do grupo denominado “outras atividades”, como artigos esportivos, livros e revistas.

“Num dia atípico como o de hoje, são vários os aspectos que impactam as vendas. O primeiro é que muitos trabalhadores, em acordo com a empresa, optam por não se deslocar [até o local de trabalho] e permanecem em casa. Além disso, o trabalhador que, em sua hora de almoço ou fim de expediente, poderia passar na frente de estabelecimentos comerciais e shoppings e comprar alguma coisa por impulso, não efetuará”, destaca, em nota, a FecomercioSP.

A entidade ressalta que a dificuldade dos lojistas para chegar até seus estabelecimentos comerciais também causa impacto negativo nas vendas de produtos.

De acordo com a FecomercioSP, os pequenos negócios são os que devem ter mais prejuízo, já que contam com menor número de empregados e menos alternativas para se manterem abertos.

Rodovias paulistas registram problemas por causa das chuvas

As chuvas fortes que atingiram cidades da Grande São Paulo interditaram trechos de várias rodovias paulistas. Muitas ficaram alagadas e tiveram o tráfego interrompido em vários pontos. Foram registrados também deslizamentos de terra, segundo informação do governo do estado.

O trecho entre o Km 116 e o Km 119 da Rodovia Rio-Santos, em São Sebastião, está interrompido por causa de um deslizamento de terra. Uma equipe do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) já está no local.

Na Rodovia Tamoios, em Caraguatatuba, que foi interditada preventivamente na madrugada, foram registrados dois pontos de quedas de encostas, um no Km 73 e outro no Km 79.

A Anchieta está com a pista central, sul/central norte, sentido São Paulo e litoral, bloqueada nos Kms 10 e 13, devido ao reflexo de alagamentos.

Na Rodovia Mogi-Bertioga, o trânsito flui parcialmente, no esquema “siga e pare”. Quatro pontos de deslizamento foram registrados nos Kms 67, 68, 66 e 75.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).