Déficit comercial dos EUA com a China registra valor recorde

Trabalhador chinês opera solda em linha de produção.
Trabalhador chinês opera solda em linha de produção.
Trabalhador chinês opera solda em linha de produção.
Trabalhador chinês opera solda em linha de produção.

O déficit comercial de bens dos Estados Unidos (EUA) com a China registrou recorde em 2018, apesar dos esforços do presidente Donald Trump para reduzi-lo.

O Departamento de Comércio americano informou, na quarta-feira (06/03/2019), que o déficit comercial no ano de 2018 foi de US$ 878,7 bilhões, o valor mais alto já registrado. Isso representa aumento de 10,4% em relação ao ano anterior.

O forte consumo gerado por grandes reduções de impostos foi responsável pelo aumento.

O déficit comercial dos EUA com a China foi de US$ 419,1 bilhões, um aumento de 11,6% em comparação ao ano anterior e o maior valor já registrado.

O governo Trump impôs altas tarifas sobre importações de produtos chineses, em um processo gradual que começou em março do ano passado. Entretanto, as importações continuaram a crescer, enquanto as exportações diminuíram, afetadas pelas medidas retaliatórias da China.

Trump tem pressionado os chineses para que eliminem todas as tarifas sobre produtos agropecuários norte-americanos.

*Com informações da NHK (emissora pública de televisão do Japão)

*Com informações da Agência Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112636 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]