Corregedoria da SSP Bahia atua 24 horas durante o Carnaval 2019 de Salvador

Em caso de excesso praticado por policial, o folião pode fazer a denúncia nas Corregedorias.
Em caso de excesso praticado por policial, o folião pode fazer a denúncia nas Corregedorias.
Em caso de excesso praticado por policial, o folião pode fazer a denúncia nas Corregedorias.
Em caso de excesso praticado por policial, o folião pode fazer a denúncia nas Corregedorias.

A Corregedoria-Geral da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP) também vai atuar no Carnaval 2019, recebendo denúncias de casos de abusos de autoridade.  As corregedorias da Polícia Militar, localizada na Rua Amazonas, na Pituba, e da Polícia Civil, na Chapada do Rio Vermelho, em Salvador, vão funcionar 24 horas no período momesco.

“Nosso trabalho inicia vistoriando os postos integrados em busca de possíveis irregularidades, caso tiver já fazemos as providências necessárias no local, além de informar aos policiais onde a corregedoria vai atuar”, informou o corregedor geral da SSP, Nelson Gaspar.

Ainda segundo o corregedor, caso o folião seja tratado com algum excesso é só fazer uma denúncia presencial nas unidades. “Vamos realizar rondas no circuito, além de acompanhar o trabalho das corregedorias das forças policiais. Se a denúncia for de grande urgência o folião deve nos procurar através do 3116 3147”, completou.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9297 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).