Convenção do Democratas em Feira de Santana é severamente criticada pelo deputado Targino Machado; “Parece uma sociedade secreta ou uma Cooperativa”, diz

Targino Machado (DEM-BA), deputado estadual.
Targino Machado: O Democratas de Feira de Santana mais parece uma sociedade secreta ou uma Cooperativa, como não participo de uma nem outra, cabe-me esperar a banda passar.
Targino Machado (DEM-BA), deputado estadual.
Targino Machado: O Democratas de Feira de Santana mais parece uma sociedade secreta ou uma Cooperativa, como não participo de uma nem outra, cabe-me esperar a banda passar.

Em nota encaminhada nesta quinta-feira (28/03/2019) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o deputado estadual Targino Machado (DEM) criticou severamente a organização da Convenção do Partido Democratas realizada na tarde desta quinta-feira (28) na Câmara Municipal de Feira de Santana. A atividade foi promovida pelo vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), liderado do ex-prefeito José Ronaldo, presidente da legenda no Município.

Mais votado parlamentar do Democratas no pleito de 2018 em Feira de Santana, Targino Machado pontuou falhas na direção da legenda, que se acumularam ao longo dos anos. A falta de um escritório, falta de encontros com a finalidade de debater o projeto do partido para o município, estado e o país. “Parece uma sociedade secreta ou uma Cooperativa”, afirmou.

Na sequência, Targino Machado lamentou que a direção da Legenda não tenha tido o cuidado de convidar o único deputado estadual que reside no município e que obteve expressiva votação na eleição de 2018.

A falta de profissionalismo na organização do evento foi de tal forma que, se quer, reuniões preparatórias ou a escolha de um tema que guiasse o debate foram apresentados.

Ironia

“Meus colegas que estiverem insatisfeitos podem vir para o DEM que vão ser muito bem recebidos”, afirmou Lulinha (DEM), político derrotado no pleito para deputado estadual, ao obter 12.360 votos (0,18% votados válidos).

No contexto, os pretensos futuros filiados passam a saber como serão tratados pela direção do Democratas de Feira de Santana.

Confira íntegra da nota emitida pelo deputado Targino Machado

Onde é o escritório do Democratas na cidade de Feira de Santana?

Quantas vezes o Democratas de Feira de Santana se reuniu, nos últimos oito anos, para discutir política ou tentar encontrar novos caminhos?

Não é crível, que o deputado estadual mais votado, da história de Feira de Santana, seja filiado ao Democratas e sequer foi convidado para conversar sobre os destinos do partido, apesar de ser o líder das oposições na Bahia, então isto é possível? Em se tratando do Democratas caolho de Feira de Santana, naturalmente.

Quais foram os figurantes do Democratas escolhidos na Convenção de hoje?

Não fui por manifestação de vaidade ou outro sentimento menor, ao contrário disso, vou continuar nesse partido e lutando para fazê-lo verdadeiramente democrata, plural. Os partidos não nasceram para serem de somente um, senão o nome não seria partido. Político tem que ter lado e o meu já escolhi, sem idolatria a pessoas, sendo isto uma característica minha.

Como não fui convidado para nenhuma reunião preparatória à Convenção, não poderia lá estar.

O Democratas de Feira de Santana mais parece uma sociedade secreta ou uma Cooperativa, como não participo de uma nem outra, cabe-me esperar a banda passar. Mas só danço ao ritmo que quero.

Sobre Carlos Augusto 9449 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).