Conselho da Vale decide afastar presidente Fabio Schvartsman e outros executivos, diz fonte

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Fabio Schvartsman, presidente da Vale S.A.
Fabio Schvartsman, presidente da Vale S.A.
Fabio Schvartsman, presidente da Vale S.A.

O Conselho de Administração da mineradora Vale decidiu acatar integralmente pedido do Ministério Público Federal e Polícia Federal e afastar o presidente da companhia, Fabio Schvartsman, e outros executivos em meio às investigações sobre o rompimento da barragem de rejeitos da companhia em Brumadinho (MG), segundo uma fonte com conhecimento direto do tema.

Na recomendação das autoridades, vista pela Reuters, há ainda o pedido de afastamento do diretor-executivo de Ferrosos e Carvão, Peter Poppinga, do diretor de Planejamento e Desenvolvimento de Ferrosos e Carvão, Lucio Flávio Cavalli, e do diretor de Operações do Corredor Sudeste, Silmar Magalhães Silva, além de outros funcionários da companhia.

A fonte, que falou à Reuters em condição de anonimato, disse que a decisão ocorreu por telefone e que a expectativa é que seja oficializada em fato relevante até domingo.
A Vale já havia afirmado mais cedo neste sábado que seu conselho iria analisar no tempo devido o pedido de afastamento. Na recomendação, MPF e Polícia Federal estabeleceram um prazo de 10 dias para que isso fosse feito, conforme documento enviado ao conselho da companhia.

Uma barragem de rejeitos da mina de minério de ferro Córrego do Feijão, da Vale, rompeu-se em Brumadinho (MG) em 25 de janeiro, liberando uma onda de resíduos de beneficiamento que soterrou trabalhadores e moradores locais.
O desastre deixou pelo menos 182 mortos confirmados e mais de 100 desaparecidos.

A Vale ainda não apontou motivos para o desastre socioambiental. Autoridades ainda investigam o que pode ter causado o acidente.

*Por Marta Nogueira, edição de Marcela Ayres, da Agência Reuters.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10025 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).