ABI Nacional repele com indignação as ameaças do presidente Jair Bolsonaro; Político prossegue em atos persecutórios contra a liberdade de imprensa e o livre exercício do jornalismo

Presidente Jair Bolsonaro é criticado pela ABI.
Presidente Jair Bolsonaro é criticado pela ABI.
Presidente Jair Bolsonaro é criticado pela ABI.
Presidente Jair Bolsonaro é criticado pela ABI.

Em nota encaminhada nesta segunda-feira (11/03/2019) ao Jornal Grande Bahia (JGB), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional) critica severamente o presidente da República, Jair Bolsonaro, repelindo com indignação as ameaças proferidas pelo político contra a repórter Constança Rezende, do jornal O Estado de S. Paulo.

Assinada pelo jornalista Domingos Meirelles, a nota da ABI registra que a atitude de Jair Bolsonaro é “grave ofensa ao livre exercício profissional, à liberdade de imprensa e à própria Democracia”.

Confira a ‘Nota Oficial’

A Associação Brasileira de Imprensa repele com indignação as ameaças à repórter Constança Rezende, de O Estado de S. Paulo, por considerá-las grave ofensa ao livre exercício profissional, à liberdade de imprensa e à própria Democracia.

Acoitados pelo anonimato das redes sociais, simpatizantes do Presidente da República produziram, neste final de semana, um enxoval de insultos e intimidações contra a jornalista. Os ataques foram deflagrados após divulgação de uma afirmação a ela falsamente atribuída por um site que apoia o Governo.

É inaceitável que se tenha também divulgado a foto da repórter pela internet com a intenção de constrangê-la e silencia-la pelo medo.

O episódio estimulou o Chefe da Nação a usar novamente o Twitter. Sua Excelência acusou a repórter de querer arruinar a vida política de seu filho Flávio e defender seu impeachment como Presidente da República. Excedeu-se ainda mais Sua Excelência ao nominar o pai da jornalista, prestigiado e veterano repórter de O Globo, como se os dois estivessem mancomunados em perversa conspirata contra a família Bolsonaro.

A ABI volta a lembrar ao Supremo Mandatário que a liturgia do cargo que ocupa exige equilíbrio, serenidade, linguagem moderada e altivez. Ao contrário do que Bolsonaro supõe governos não são derrubados “com chantagens, vazamentos e desinformações”, como enfatizou no Twitter. A história ensina que a erosão do poder começa sempre por dentro, quando desidrata as expectativas daqueles que o fizeram depositário das suas melhores esperanças.

Domingos Meirelles, presidente da ABI Nacional

Rio de Janeiro, 12 de março de 2019.

Sobre Carlos Augusto 9455 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).