Vereador critica valor pago a projeto de requalificação do centro de Feira de Santana; Líder do Governo rebate críticas e defende contratação de empresa para projeto de requalificação

Roberto Tourinho: prefeitura tem 40 arquitetos e engenheiros mas vai pagar 7 milhões por um projeto pra o centro de Feira.
Roberto Tourinho: prefeitura tem 40 arquitetos e engenheiros mas vai pagar 7 milhões por um projeto pra o centro de Feira.
Roberto Tourinho: prefeitura tem 40 arquitetos e engenheiros mas vai pagar 7 milhões por um projeto pra o centro de Feira.
Roberto Tourinho: prefeitura tem 40 arquitetos e engenheiros mas vai pagar 7 milhões por um projeto pra o centro de Feira.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (26/02/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Roberto Tourinho (PV) rebateu fala do líder governista quanto aos engenheiros e arquitetos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

“A Prefeitura fez um processo licitatório para contratar uma empresa para a requalificação do centro comercial de Feira de Santana. A execução do projeto custará R$ 100 milhões, que foram autorizados pela Câmara Municipal, e deste valor a Prefeitura pagará 7%, ou seja, R$ 7 milhões de reais apenas pelo projeto”, pontuou.

E continuou. “Diante desta situação, não posso deixar de fazer alguns esclarecimentos. O líder governista diz o pensamento do Governo; eu e outros vereadores falamos por nós e pelas pessoas que representamos. Quando o líder diz que engenheiros e arquitetos da Prefeitura não têm competência para fazer um projeto como esse, que têm competência apenas fiscalizar, está desqualificando os profissionais contratados pela Prefeitura. Se eles não sabem projetar, vão fiscalizar o quê? Foi infeliz nessa defesa do Governo”, observou.

Tourinho disse que quando o líder faz essa declaração como este, fica preocupado. “Pois, são estes profissionais que projetam creches, escolas, unidades básicas de saúde e tantas outras obras da Prefeitura. Com essa declaração, começo a ter dúvidas. A Prefeitura preferiu pagar R$ 7 milhões para uma empresa de fora. Então, volto a dizer: com dinheiro da Prefeitura fazem festa”, disse.

O vereador lembrou que a Prefeitura alegou não ter recursos para a construção de um muro no Centro de Abastecimento. “O Centro de Abastecimento está lá aberto, com pessoas cometendo crimes e há ainda a sujeira. Quando o prefeito visitou o local, as pessoas pediram para fechá-lo e a Prefeitura fez apenas 7 metros de muro porque disse que não tinha dinheiro, mas vai pagar caro para uma empresa de fora fazer o projeto de requalificação do centro. O líder disse mais que, os profissionais não têm competência para fazerem a duplicação de uma pista do viaduto que liga a Avenida Getúlio Vargas à Nóide Cerqueira”, ressaltou.

Para finalizar, Tourinho diz que o que a Prefeitura está fazendo é um crime. “A população precisa abrir o olho. Câmara e povo não estão dizendo nada. Vai pagar caro por uma empresa de fora, que será fiscalizada por profissionais incompetentes? Deixo aqui minha solidariedade aos engenheiros, arquitetos e funcionários da Prefeitura”, finalizou.

 Marcos Lima se defende das críticas de Roberto Tourinho

O líder do governo na Câmara, vereador Marcos Lima (PRP), em pronunciamento na sessão desta terça-feira (26/02/2019) na Câmara Municipal de Feira de Santana, rebateu os discursos dos vereadores Roberto Tourinho (PV) e Alberto Nery (PT).

De acordo com ele, “O contrato no valor de R$ 7 milhões é para realização do projeto de requalificação do centro comercial e para o gerenciamento da obra”. O líder do governo alertou que o projeto inclui a construção de um viaduto e a drenagem de águas pluviais e os engenheiros e arquitetos do efetivo municipal não têm experiência nestas áreas.  “É fácil subir na tribuna para trazer informações desencontradas”, alfinetou.

“Tourinho é um vereador experiente e tenta encontrar erro nas mínimas palavras, mas fui claro ao dizer que a secretaria responsável pela obra não tem profissionais suficientes para fazer uma obra desta magnitude. O número de engenheiro e arquiteto é pequeno para assistir toda a cidade, já que eles estão envolvidos em várias obras que estão em andamento na cidade”, pontuou Marcos Lima.

Em aparte, o vice-líder do Governo na Casa, vereador Carlito do Peixe (DEM) ressaltou a capacidade de arquitetos e engenheiros que compõe dos quadros do Município. “O quadro de engenheiros e arquitetos da Secretaria de Planejamento é capacitada sim, mas têm muitas obras em andamento e ainda a serem realizadas e não poderiam abraçar mais esta grande obra. Temos sim, bons engenheiros e arquitetos e por isso parabenizo a todos. Nosso prefeito entende que Feira precisa da requalificação do centro e os comerciantes das grandes ruas e avenidas serão relocados para o Shopping Popular. O empréstimo aprovado pela Câmara será para o projeto de requalificação do centro e para a construção do viaduto que ligará a Avenida Getúlio Vargas à Nóide”, defendeu.

De volta com a palavra, o líder governista reforçou sua fala. “O que falamos é que não temos profissionais suficientes. Tourinho fez parte do Governo e sabe que os profissionais que temos no quadro não são suficientes, por isso a necessidade de abrir um processo licitatório. Os profissionais têm atuado nas obras já iniciadas na cidade.  Fica aqui nosso esclarecimento. O vereador Tourinho fez uma tentativa de distorcer nossas explicações e argumentos em relação ao processo de licitação para requalificação do centro de Feira de Santana”, esclareceu.

Para finalizar, Marcos ressaltou que com o empréstimo outras obras serão realizadas na cidade. “Com esse empréstimo teremos a drenagem das águas pluviais, a construção do novo viaduto, calçadas e praças do centro requalificadas, fiação subterrânea e muito mais. Tudo será feito com prudência, não será apenas um projeto que custará o valor do empréstimo e sim toda a conclusão da obra, que será entregue num pequeno espaço de tempo. A intenção é que cause o mínimo de transtorno possível”, findou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112616 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]