Salvador: Irmãos Macedo 45 Anos de História; filhos de um dos inventores do trio elétrico comemoram sua trajetória na música brasileira

Irmãos Macêdo mantêm presentes e preservada sua identidade musical no carnaval de Salvador, perpetuando a tradição de tocar um repertório trieletrizado.
Irmãos Macêdo mantêm presentes e preservada sua identidade musical no carnaval de Salvador, perpetuando a tradição de tocar um repertório trieletrizado.
Irmãos Macêdo mantêm presentes e preservada sua identidade musical no carnaval de Salvador, perpetuando a tradição de tocar um repertório trieletrizado.
Irmãos Macêdo mantêm presentes e preservada sua identidade musical no carnaval de Salvador, perpetuando a tradição de tocar um repertório trieletrizado.

Em 21 de fevereiro de 1974 os irmãos Betinho Macêdo (Baixo), Armandinho Macêdo (Guitarra Baiana), Aroldo Macêdo (Guitarra Baiana) e André Macêdo (Vocal) subiam oficialmente em um trio elétrico com destino a colina sagrada na Igreja do Bonfim, para abençoar o primeiro Trio Elétrico da Banda. 45 anos depois, os Irmãos Macedo comemoram sua trajetória na música brasileira.

Muito mais maduros, os irmãos Macêdo mantêm presentes e preservada sua identidade musical no carnaval de Salvador, perpetuando a tradição de tocar um repertório trieletrizado, com uma sonoridade peculiar e uma maneira muito própria de executar clássicos e populares. Imprimindo na história da música popular brasileira um registro sonoro particular e admirado por muitos.

Em 2019, a folia começa no sábado, dia 02. Do circuito do Campo Grande, batizado de Osmar, pai dos irmãos, o trio Fobicão sairá ao som de clássicos como Pombo Correio, Frevo do Trio Elétrico, Viva Dodô & Osmar, Vida Boa, Zanzibar e o hino Chame Gente. No domingo, dia 03, descem para Barra e tocam no ciruito batizado de Dodô na segunda e terça-feira.

Os irmãos Macêdo com sua Música Trieletrizada são uma marca registrada na Bahia, a história viva do carnaval de Salvador que toca sem cordas para o povo, mantendo um compromisso, uma tradição cultural com a raiz de um povo. Por isso, além das canções já citadas, este ano o repertório também contará com ‘Aí eu liguei o Rádio’, ‘Viva o Povo Brasileiro’, ‘Aquidabã’, ‘Frevo da Lir’a, ‘Frevo dobrado n°3’ e ‘Granadino’, revisando a trajetória da banda.

Antes do Carnaval, já seguindo a tradição, a Banda desfilara no Furdunço em um pequeno caminhão adaptado para receber a Fobica em cima, o primeiro Trio Elétrico do mundo, inventado por Dodô e Osmar.

Abadado Especial – Abadado, o abadá dado, é um projeto social no qual os fãs da banda troca a camiseta por uma lata de leite em pó, que após o Carnaval é entregue para instituições que cuidam de crianças e idosos. Lançado em 2003, o Abadado é um sucesso há 16 anos. Não é necessário o Abadado para pular com o Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar, uma vez que é um trio sem cordas desde sempre.

Para o Carnaval de 2019 o Abadado traz em sua arte elementos que convidam as pessoas a revisitar a obra musical dos Irmãos Macedo, estampado com as 16 capas dos discos, o projeto Abadado 2019 remete aos 45 anos da Banda Armandinho, Dodô e Osmar e sua música trieletrizada.

Babilônia

Nos seus 45 anos de história os Irmãos Macedo escolheram falar de sonhos na sua música de trabalho. A canção, de autoria de Aroldo Macedo e Maria Vasco, um rei baixa uma medida provisória em que todos os seus súditos são liberados para sonhar e o refrão decreta: “Virou lei, virou lei, virou lei, virou lei”. Seguindo a linha de uma sonoridade peculiar, a musicalidade segue o estilo de outros grandes hits do grupo.

História

Há 45 anos, os irmãos decidiram subir juntos em um caminhão para tocar o repertório de frevos e marchinhas da dupla que revolucionou o Carnaval em 1950. Osmar Macêdo queria que o grupo tivesse apenas o nome de Armandinho, que já tinha uma carreira individual e mostrava ao mundo a sua genialidade com instrumentista da Guitarra Baiana, mas o próprio guitarrista foi contra essa ideia, e decidiu, junto com os irmãos, deixar no nome da Banda a homenagem aos criadores do “caminhão da alegria”; assim surgiu a Banda Armandinho, Dodô e Osmar.

Donos de uma discografia rica, os irmãos Macedo gravaram 16 discos Toda essa riqueza e complexidade na Música Trieletrizada renderam grandes palcos aos Irmãos Macêdo, como o Montreux Jazz Festival na Suíça, além de tantas outras viagens a Europa, Estados Unidos, Canadá e México, terem sido a primeira banda a colocar um trio elétrico fora do Brasil, na Itália /Roma em 1983 no Festival Bahia de Todos os Sambas, no Carnaval da França em 1985 e em Toulouse 1986.

Durante essa trajetória que até hoje fascina uma multidão de pessoas, os Irmãos Macedo viveram inúmeras historias e curiosidades ao lado de grandes artistas e compositores da música popular brasileira como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Moraes Moreira. Algumas destas histórias contadas no Espetáculo CARNAVAL . MÚSICA . REVOLUÇÃO, um musical protagonizado pelos Irmãos Macêdo que é revelador, uma verdadeira viagem no tempo em diferentes épocas para quem ama boa música e histórias interessantes.

Não fugindo as origens e como bons filhos de Osmar Macedo, os irmãos Macedo foram pioneiros em inúmeros desenvolvimentos a fim de suprir suas necessidades em cima de um trio elétrico.  Entre tantos “arranjos” para facilitar a vida de quem toca em cima de um Trio elétrico, foram os primeiros a colocar uma bateria completamente microfonada e um baixo de cinco cordas em cima do caminhão, além de desenvolver toda a técnica de tocar Guitarra Baiana, acrescentando uma quinta corda, suas distorções sonoras e pedaleiras, se tornando matriz e uma referência para inúmeros profissionais que viriam a surgir. Um palco mágico que revela até hoje grandes artistas.

Carnaval Musica Revolução – Encenada por Armandinho, Betinho, Aroldo e André Macêdo a peça conta a trajetória de 45 anos de carreira no teatro. O projeto é uma releitura da obra dos irmãos, apresentada com instrumentos eletroacústicos, e que se transforma em uma nova forma de executar o repertório, mostrando as várias nuances de um som que é matriz.

O espetáculo transita por todas as décadas desde a criação da primeira guitarra elétrica do Brasil – o Pau Elétrico – e sua evolução e inovações propostas por Armandinho até se tornar a Guitarra Baiana, passando pela evolução do Trio Elétrico, e explorando toda a musicalidade trieletrizada que influenciaria uma geração de artistas baianos, transformando o carnaval de Salvador na maior festa de participação popular do planeta.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111172 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]