Primeiro ministro demitido do governo, Gustavo Bebianno comandou a campanha eleitoral do presidente; General da reserva Floriano Peixoto Neto assume cargo

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Presidente Jair Bolsonaro ao lado dos membros do primeiro escalão do governo. Em 18 de fevereiro de 2019, Gustavo Bebianno foi o primeiro a ser demitido.
Presidente Jair Bolsonaro ao lado dos membros do primeiro escalão do governo. Em 18 de fevereiro de 2019, Gustavo Bebianno foi o primeiro a ser demitido.
Presidente Jair Bolsonaro ao lado dos membros do primeiro escalão do governo. Em 18 de fevereiro de 2019, Gustavo Bebianno foi o primeiro a ser demitido.
Presidente Jair Bolsonaro ao lado dos membros do primeiro escalão do governo. Em 18 de fevereiro de 2019, Gustavo Bebianno foi o primeiro a ser demitido.

Depois de dias de impasse, confusões e informações desencontradas, o presidente Jair Bolsonaro enfim decidiu exonerar Gustavo Bebianno do cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (18/02/2019) pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros.

“O excelentíssimo senhor presidente da República decidiu exonerar nesta data do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República o senhor Gustavo Bebianno Rocha. O senhor presidente da República agradece a sua dedicação à frente da pasta e deseja sucesso na nova caminhada.”

O porta-voz da presidência afirmou ainda que, no lugar de Bebianno, assumirá o general da reserva Floriano Peixoto Neto. O militar será o oitavo a assumir um ministério no governo de Jair Bolsonaro.

Ex-presidente do PSL, Gustavo Bebianno foi alvo de denúncias do jornal Folha de S. Paulo. O veículo apontou supostas irregularidades em sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL. O partido é suspeito de liberar verbas para candidaturas laranjas.

Para acalmar os ânimos, diante da repercussão negativa causada pela denúncia, Bebianno afirmou ao jornal ‘O Globo’ que conversou três vezes com o presidente Jair Bolsonaro em uma tentativa de desfazer a impressão de que vem sofrendo desgastes dentro do governo. O filho de Bolsonaro, Carlos, conhecido como Pitbull, fez jus ao nome e resolveu divulgar um áudio nas redes sociais em que o presidente desmente o Secretário-Geral da Presidência. Carlos e Bebianno são desafetos declarados.

A partir daí, a confusão não parou de crescer. Bebianno, que inicialmente soltou nota avisando que não se demitiria, fez declarações colocando em dúvida a biografia de Bolsonaro.

Diante do cenário praticamente irreversível, o ex-presidente do PSL encerrou sua participação no governo e teve sua exoneração confirmada.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121666 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.