Luiz Viana é o novo vice-presidente nacional da OAB; É a primeira vez que um advogado da Bahia ocupa a função

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Presidente Luiz Viana Queiroz coordena debate sobre impeachment.
Presidente Luiz Viana Queiroz coordena debate sobre impeachment.
Luiz Viana Queiroz é o novo presidente da OAB-Bahia.
Luiz Viana Queiroz é o novo vice-presidente da OAB Nacional.

O ex-presidente da secccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil, Luiz Viana Queiroz, foi eleito vice-presidente do Conselho Federal da OAB para o triênio 2019/2021 na noite desta quinta-feira (31/01), em Brasília. O novo presidente nacional da OAB é o ex-presidente da seccional do Rio de Janeiro, Felipe Santa Cruz. A chapa “OAB Forte e Unida”, única a registrar candidatura, conta ainda com José Alberto Ribeiro Simonetti Cabral como secretário-geral, Ary Raghiant Neto como secretário-adjunto e José Augusto Araújo de Noronha, ex-presidente da OAB do Paraná, como tesoureiro. A posse da diretoria eleita e dos novos conselheiros federais acontece nesta sexta-feira (01/02/2019), às 11h. O presidente da OAB da Bahia, Fabrício Castro, está na capital federal para acompanhar a eleição e a posse de Luiz Viana.

Ex-presidente da OAB da Bahia por dois mandatos, 2013/2015 e 2016/2018, eleito conselheiro federal da OAB no último dia 21 de novembro, na chapa do seu sucessor no estado, Luiz Viana tem 56 anos e é o primeiro advogado baiano a ocupar a vice-presidência da OAB Nacional. Antes dele, o advogado trabalhista Gilberto Gomes, falecido em 2006, exerceu o cargo de secretário-geral da OAB durante a gestão de Rubens Approbato Machado (2001/2004).

“Chego à vice-presidência do Conselho Federal da OAB para servir à advocacia, honrado de estar ao lado de grandes nomes nacionais, Beto Simoneti, Ary Raghiant e José Augusto Noronha, sob a liderança do battonier Felipe Santa Cruz. Será um grande desafio para os próximos 3 anos”, declarou Luiz Viana. “Espero ser digno da confiança em mim depositada pelos conselheiros e conselheiras federais. Agradeço o apoio do ex-presidente Cláudio Lamachia e do presidente Fabrício Castro, e, em especial, do presidente Felipe Santa Cruz”, completou.

Em Brasília, o presidente da OAB da Bahia, Fabrício Castro, definiu a eleição como “momento especial da advocacia baiana”. “Contar com Luiz Viana na vice-presidência do Conselho Federal da OAB é o reconhecimento de sua liderança, de sua capacidade. A OAB da Bahia estará mais forte para fazer as lutas que precisa fazer, para a defesa da advocacia. Por conhecermos de perto Luiz, temos certeza que ele fará um trabalho diferenciado, de forma a tornar a OAB uma entidade ainda mais forte e representativa”.

Com mais de 30 anos de advocacia, Luiz Viana Queiroz é procurador do Estado da Bahia, formado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), e exerce a advocacia privada na Bahia e, doravante, também em Brasília. Mestre em Direito Público pela UFPE, pós-graduado em Direito Eleitoral pela UFBA, pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior pela UFMG, Viana é professor de Direito da Universidade Católica do Salvador (licenciado).

Na Ordem dos Advogados do Brasil ocupou cargos no Conselho Seccional da Bahia, no Conselho Federal e, por duas oportunidades, presidiu a OAB-BA. Luiz Viana foi presidente do Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos Advogados (Fida), gestão 2016-2018. É membro do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) e vice-presidente da Associação Brasileira de Constitucionalistas Democratas – ABCD. Luiz Viana costuma dizer que é baiano nascido no Rio e filho de uma família que lhe deu um pé no sertão e um pé na beira do mar, o que o faz conhecer bem a alma brasileira.

Sobre Carlos Augusto 9662 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).