Feira de Santana: Agentes orientam sobre atenção dentro das casas para prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti

Ações de combate a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Ações de combate a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

A vigilância redobrada dentro de casa é a primeira e mais eficiente medida de prevenção contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya. Dela derivam-se as medidas contra o acúmulo de água, a não permissão de que recipientes onde o líquido entra fiquem espalhados nas dependências ou nos quintais das casas. O mosquito Aedes aegypti aproveita da falta de atenção para depositar seus ovos e se reproduzir.

E o problema de acúmulo de água está dentro das residências, onde é encontrado a maioria dos criadouros do inseto. Por isso, é fundamental que todo utensílio que não mais está sendo usado deve ser descartado: pneus velhos, garrafas – ou colocadas de boca para baixo, correta drenagem do quintal – assim evita-se a formação de poças, fechar bem caixas d’água e recipientes usados para acumular o produto.

A maneira mais eficiente de combater a doença é a eliminação do foco – os mosquitos põem em qualquer local que possa acumular água – desde um tanque até uma casca de ovo. E estes locais com condições ideais para a reprodução, na sua grande maioria, cerca de 90% dos casos, são encontrados dentro das casas ou nos seus quintais. Neste ano, mais de 440 casos de dengue já foram confirmados em Feira de Santana.

A Secretaria de Saúde intensificou o combate ao inseto. Cerca de 230 agentes de endemias farão as devidas observações nas residências, numa verdadeira caça aos criadouros do aedes, eliminando-os na sua forma alada, com inseticida borrifado nas ruas pelos carros fumacê. Eles também estão orientando os moradores sobre medidas preventivas.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]